Reitora discute com Fapeal ações para beneficiar programas de pós da Ufal

Fapeal e Propep atuarão juntas em plano de ação
Por: Izadora García - relações públicas - 28/01/2019 às 19h48 - Atualizado em 29/01/2019 às 13h20
context/imageCaption

Reunião aconteceu na última sexta-feira, no gabinete reitoral.

Na última semana, a reitora, Valéria Correia, se reuniu com Fábio Guedes, presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas (Fapeal), para discutir ações que contribuam para o fortalecimento dos programas de pós-graduação da Universidade Federal de Alagoas (Ufal).

O principal ponto da reunião foi a construção de um ambiente favorável à excelência para os cursos de pós-graduação. Hoje, não há no estado de Alagoas programas com conceitos 6 e 7, os mais altos concedidos pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).  Na ocasião, a Gestão apresentou um diagnóstico dos programas de pós-graduação (PPGs) da Ufal, além de uma projeção situacional para curto e médio prazo.

No diagnóstico, os PPGs foram segmentados em quatro níveis de atenção e apoio, de acordo com suas necessidades específicas. Algumas medidas já estão sendo tomadas pela Universidade para recuperar ou melhorar a nota dos programas, porém foi solicitado apoio da Fundação para avançar nessa questão. De acordo com Fábio Guedes, o órgão já vem analisando possíveis ações que beneficiem PPGs comprometidos com o crescimento e com a qualidade de ensino e pesquisa.

A Pró-reitoria de Pós-graduação e Pesquisa (Propep) e a Fapeal trabalharão, ao longo dos próximos meses, na elaboração de um plano que contemple pontos como a concessão de bolsas, ajuda de custo para a publicação de trabalhos em periódicos científicos, auxílio para apresentação de trabalhos e aproximação com os PPGs de outras universidades do estado e da região nordeste. Além disso, foi discutida a possibilidade de haver  um edital específico para a publicação de livros oriundos dos cursos de pós-graduação durante a próxima Bienal Internacional do Livro de Alagoas.

A diretora da Edufal, Lídia Ramires, avaliou o impacto do edital para circular a informação do que é pesquisado dentro da Universidade. “É fundamental a continuidade da parceria entre a Edufal e a Fapeal no estímulo às publicações e publicização das pesquisas realizadas no estado”, avaliou Lídia.

A reitora, Valéria Correia, espera colher bons frutos da reunião, como a elevação dos conceitos de vários programas de pós-graduação e a consolidação dos que se encontram bem avaliados. “A reunião foi muito produtiva. Iniciamos as tratativas, reafirmando um estreitamento de laços para fortalecer os programas de pós-graduação da Ufal. Além disso, tivemos a satisfação de assegurar um edital específico para a Bienal com o objetivo de fortalecer os programas de pós-graduação em parceria com a Fapeal e a Imprensa Oficial”, comemorou a reitora.