Campus do Sertão comemora entrega do Restaurante Universitário

A solenidade foi prestigiada pela comunidade universitária e por autoridades políticas
Por: Lenilda Luna - jornalista - 30/01/2019 às 17h44 - Atualizado em 30/01/2019 às 17h55
context/imageCaption

Restaurante foi entregue na última terça-feira (29). Fotos: Thiago Prado

Com grande participação de estudantes, professores, técnicos, gestores da Universidade e autoridades políticas, a solenidade de entrega do Restaurante Universitário do Campus do Sertão, realizada na manhã desta terça-feira (29), reuniu mais de 500 pessoas para um almoço com sabor de inauguração. Além da comunidade universitária, estiveram presentes autoridades como o deputado federal Paulo Fernandes; o prefeito de Delmiro Gouveia, padre Eraldo Cordeiro; o representante da Secretaria de Agricultura, Reinaldo Falcão; além de vereadores de Delmiro Gouveia e de Água Branca. 

O Restaurante Universitário foi inaugurado em dezembro de 2015 mas não pode ser aberto ao público, já que não dispunha de equipamentos e pessoal para o funcionamento regular. “Desde quando assumimos a gestão, em 2016, Tivemos que corrigir as inadequações da obra, licitar a compra de equipamentos, contratar e treinar pessoal, realizar concurso para nutricionista, publicar edital para compra de gêneros alimentícios da agricultura familiar. Foram muitos passos para chegar a esse momento de atender uma reivindicação justa e necessária dos estudantes do Campus do Sertão”, relatou a reitora Valéria Correia. 

O vice-reitor José Vieira, que é professor vinculado ao do Campus do Sertão, destacou a satisfação em poder, finalmente, entregar o restaurante servindo refeições de qualidade para os estudantes. “Eu cheguei nesse campus em 2013 e vi essa obra ser iniciada. Acompanhei a grande expectativa dos estudantes, técnicos e professores com a entrega e a frustração por não vê-la funcionar. Por isso, como gestor, é uma alegria participar desse momento de entregar o restaurante servindo refeições de qualidade, com produtos orgânicos da agricultura familiar. Esse momento é um marco para o Campus do Sertão”, ressaltou o vice-reitor. 

O Restaurante Universitário é parte importante do Programa Nacional de Assistência Estudantil (Pnaes), visando dar condições de permanência no ensino superior aos estudantes de baixa renda. “A Universidade acessível aos filhos da classe trabalhadora precisa garantir que esses estudantes possam participar da seleção com igualdade de condições e, depois de aprovados, tenham possibilidades de permanecer, superando as dificuldades impostas pela desigualdade econômica. Por isso, garantir transporte, alimentação balanceada, apoio a moradia e bolsa estudantil é um direito fundamental para a construção de uma universidade pública e socialmente referenciada”, destacou Silvana Medeiros, pró-reitora Estudantil.

RU garante a participação dos estudantes em pesquisa e extensão 

O diretor-geral do Campus do Sertão, professor Agnaldo José dos Santos, declarou a satisfação da gestão local com a abertura do RU. “Nesse contexto de crise econômica e de cortes de verbas, tivemos que superar muitas dificuldades para entregar esse equipamento para a comunidade. A partir de hoje, podemos ter certeza de que os estudantes de Delmiro podem se alimentar com mais qualidade e passar o dia no campus, para cumprir não só o cronograma de aulas, mas participar efetivamente dos projetos de pesquisa e de extensão. Muitos não conseguiam permanecer sem essa estrutura, não tinham condições de pagar diariamente pela alimentação fora de casa”, explicou o diretor. 

O professor Tiago Trindade, diretor acadêmico do Campus do Sertão, reiterou as ponderações do diretor-geral.  “Sem RU, os estudantes, quando tinham que passar os dois turnos no campus, não se alimentavam bem. Muitas vezes acabavam desistindo das atividades de extensão e de pesquisa. Muitos moram em povoados e em outras cidades, por isso precisam muito desse restaurante para ter condições de permanecer nas atividades integrais da vida acadêmica. Esse equipamento foi uma grande conquista deles”, destacou Tiago. 

Marielle Franco presente! 

Os estudantes, que em muitos momentos realizaram mobilizações e participaram de reuniões com a gestão para reivindicar celeridade nas obras do Restaurante Universitário, foram protagonistas também na entrega do equipamento. Partiu deles a proposta de batizar o RU com o nome de Marielle Franco, vereadora do Rio de Janeiro, brutalmente assassinada em 14 de março de 2018. Eles prepararam uma placa que foi afixada na parte interna do restaurante e aberta logo após o descerramento da placa oficial da obra. 

Coube a Dirley Rocha, estudante de Pedagogia e conselheira universitária, explicar a homenagem. “Como disse Marielle Franco, ter esse espaço é garantia de que um outro mundo, de fato é possível. Nós, estudantes representantes dos centros acadêmicos dos cursos do Campus do Sertão, com a participação dos professores e técnico-administrativos, escolhemos homenagear a vereadora por ser uma reconhecida defensora dos direitos humanos e das minorias. Nós somos também defensores dos mesmos princípios de respeito à diversidade e de inclusão social que Marielle representava”, declarou. 

Dirley lembrou a participação ativa da comunidade estudantil em todo o processo para que o restaurante pudesse entrar em funcionamento. “Hoje, quando estamos sentindo esse aroma da comida que vai ser servida, podemos lembrar com alegria o quanto a comunidade acadêmica lutou pelas melhorias para o Campus do Sertão. Fizemos um pouco de tudo, até improvisar uma refeição aqui no hall. Hoje, com esse gesto de homenagear a Marielle, queremos reforçar a luta para que o grito das excluídas e excluídos nunca seja calado”, defendeu a estudante. 

Também representando os estudantes, Brenda Samello discursou logo após o descerramento da placa em homenagem à vereadora. “Estivemos mobilizados para reivindicar esse restaurante, desde quando o Campus do Sertão foi inaugurado, em 2010, ainda sem esse prédio próprio. Eu cheguei em 2014, e já me integrei nessa luta de outros estudantes. Para nós, é uma grande alegria viver esse momento. Nós sabemos o que significa sentar nessas mesas e comer uma refeição de qualidade para continuar os estudos. Hoje é dia de reconhecer o empenho da reitora Valéria Correia e de toda a gestão em atender a essa importante demanda. Essa é uma vitória dos estudantes!”, comemorou Brenda. 

A reitora Valéria Correia ressaltou que a iniciativa de homenagear Marielle Franco foi muito bem recebida e acatada pela gestão. “Denominar esse equipamento com o nome da vereadora, que foi assassinada de forma brutal, e pelas investigações se aponta a participação das milícias que eram denunciadas por ela, é uma homenagem de muito significado. É um sinal de resistência. Simbolicamente, é uma forma de dizer que não vamos ceder às injustiças e ao medo, que vamos lutar por uma sociedade mais justa, e nessa luta, Marielle está presente”, declarou a reitora. 

Por fim, Valéria Correia ressaltou a importância de colocar o RU em funcionamento. “Cada equipamento da assistência estudantil que entregamos nos traz uma felicidade enorme porque, como assistente social, sei o significado dessa conquista para a permanência dos estudantes na Universidade. Nessa conjuntura, garantir a alimentação no RU, realmente é um dia de muita festa, ainda mais feliz porque estamos também contribuindo com o fortalecimento da agricultura familiar, comprando a produção de pequenos agricultores do entorno do campus”, destacou.