Portal do Governo Brasileiro

Comunidade universitária pode sugerir novos comércios para campus

Dados da pesquisa serão utilizados em edital de licitação
Por: Thâmara Gonzaga - jornalista - 19/09/2018 às 13h37 - Atualizado em 19/09/2018 às 13h37
context/imageCaption

Participe da pesquisa sobre os tipos de comércio que você gostaria na Ufal

A equipe da Pró-reitoria de Gestão Institucional (Proginst) abriu um canal para receber sugestões sobre a instalação de novos comércios no Campus A. C. Simões da Ufal, localizado em Maceió. 

Um edital para licitar espaços ociosos está sendo elaborado, mas, antes de lançar o documento e receber as propostas, a administração da Universidade quer conhecer os interesses da comunidade universitária. 

Estudantes, professores e técnicos podem acessar o questionário disponível aqui e sugerir opções de comércio para a sede da Universidade na capital. 

“O objetivo é abrir novas situações de comércio, diferentes dos já existentes, como uma farmácia, uma cafeteria ou uma sorveteria, por exemplo”, explica a administradora da Proginst, Andrea Strobel. 

A servidora adverte que não é garantido o atendimento das sugestões, pois vai depender do interesse dos empresários em apresentar propostas. “A nossa obrigação é realizar a licitação, dar chance, por meio de edital, do empresariado participar”, diz. Mas ela reforça a importância de responder à pesquisa. “É a primeira vez que a comunidade universitária tem a oportunidade de opinar. É decisão da Gestão implantar uma política de uso do espaço físico para melhor aproveitar os locais ociosos, viabilizando serviços que ainda não existem, alinhando os interesses da comunidade com os da administração”, destaca. 

De acordo com Strobel, a ideia é licitar os novos comércios, no máximo, em seis meses. “Nesse primeiro momento, o processo contempla apenas a Ufal em Maceió, mas a intenção é estender esse procedimento para todos os campi”, acrescenta.