Portal do Governo Brasileiro

Resultado oficial da 70ª Reunião da SBPC é apresentado ao Consuni

Apresentação foi feita pelo vice-reitor José Vieira, coordenador local do evento e aponta dados que confirmam sucesso do evento em Alagoas
Por: Diana Monteiro - jornalista - 22/08/2018 às 10h29 - Atualizado em 24/08/2018 às 14h16
context/imageCaption

Reunião do Consuni foi realizada na última segunda (20). Foto: Renner Boldrino

A reunião do Conselho Universitário (Consuni) na última segunda -feira (20) teve como um dos pontos de pauta a apresentação do resultado oficial da edição 2018 da Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), considerada um sucesso de público e de participantes. Na programação local foram mais de 800 atividades atraindo um público que passou de 35 mil pessoas, distribuídas na SBPC Cultural, SBPC Educação, SBPC Jovem e a SBPC Afro e Indígena. Outros eventos também se  juntaram à programação nacional totalizando um público circulante, contabilizado em mais de 46,5 mil pessoas. 

Segundo os organizadores, os números apontam o sucesso da 70ª Reunião da SBPC realizada no Estado e representam a inserção no campo da ciência da Universidade Federal de Alagoas, que pela primeira vez sediou o evento considerado o de maior projeção da América Latina . Ao abrir a sessão,  a reitora Valéria Correia saudou os presentes lembrando que aquela seria a última reunião com a atual composição do Consuni, visto que no próximo dia 29, docentes e técnicos-administrativos dos três campi da Ufal estarão escolhendo os membros do Conselho  para o biênio 2018-2020, com posse em setembro. Ela aproveitou para agradecer aos atuais conselheiros pela colaboração ao trabalho desempenhado em prol da instituição. 

Na apresentação feita pelo vice-reitor José Vieira, que coordenou o evento local, o resultado apontou o registro de mais 16 mil participantes inscritos nas atividades promovidas só pela Ufal. Um destaque para a Editora Universitária (Edufal) que em sua dinâmica de trabalho, nos três campi, realizou 35 lançamentos de obras, comercializou mais de mil livros e fez exposição de cerca de quatro mil títulos, atividades agregadas ao sucesso da programação local e nacional e ganharam espaço de divulgação sob a responsabilidade da Assessoria de Comunicação (Ascom). A apresentação dos 271 trabalhos acadêmicos na SBPC Educação, envolvendo mais de 700 palestrantes e convidados, também é um destaque que confirma o sucesso do evento sediado na Ufal. 

O dinâmico trabalho empreendido na área de comunicação coordenado pela Ascom e que envolveu 85 pessoas, entre participantes da comissão, monitores, voluntários e profissionais contratados foi apontado no documento oficial. A divulgação resultou na publicação de 230 matérias no Portal da Ufal; quatro mil fotos publicadas na rede Flickr (@ufaloficial); produção de cerca de cem entrevistas e flashs gravados para a Rádio Web, totalizando nas redes sociais 120 mil seguidores no twitter. Já no Instagram foram registrados mais de 36 mil seguidores, cujo resultado oficial aponta mais de 1,333 milhão interação nas postagens.

Ao fazer agradecimento à comunidade universitária pelo empenho para a realização do evento, considerado pela reitora Valéria Correia de impacto imensurável na sociedade e de sucesso desde a abertura, ela propôs ao Consuni voto de louvor às seguintes pessoas: ao vice-reitor José Vieira; à pró-reitora Sandra Regina Paz, coordenadora da SBPC Educação; à pró-reitora Joelma Albuquerque, coordenadora SBPC Jovem; à diretora do Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros (Neab) e coordenadora da SBPC Afro e Indígena Lígia Ferreira; ao professor Marcelo Gianini, que coordenou a SBPC Cultural; e à coordenadora da Assessoria de Comunicação (Ascom) Lenilda Luna. Também foi proposto voto de louvor aos monitores, diretores de unidades, coordenadores de cursos de graduação e pós -graduação.

Em texto de autoria da reitora Valéria Correia, apresentado na reunião do Consuni, ela destaca  que a 70 ª Reunião da SBPC marcou a história da Ufal, congregando o seu entorno, ampliando a participação da sociedade no seu âmbito: “A Ufal marcou a história da SBPC, inaugurando o Simpósio Saúde no Hospital Universitário e agregando o tema Afro à SBPC Indígena. Na terra do Quilombo dos Palmares, de Zumbi e de Dandara, a resistência ao desmonte da Educação e Saúde públicas, da Ciência e Tecnologia, ressoou como um canto de esperança para um País que se quer desenvolvido socialmente, soberano, justo e democrático”.