Portal do Governo Brasileiro

Coletânea marca mais de uma década do curso de Serviço Social

Obra foi publicada durante a Bienal, mas seu lançamento ocorreu em julho deste ano
Por: Pedro Ivon – estagiário de Jornalismo - 08/08/2018 às 08h00 - Atualizado em 07/08/2018 às 12h33
context/imageCaption

Livro foi lançado na unidade de Palmeira dos Índios

A Coletânea Serviço Social, Universidade e Realidade: uma década de inserção no semiárido alagoano teve seu lançamento oficial no mês de julho, na unidade da Ufal em Palmeira dos Índios. Publicada pela Editora da Universidade Federal de Alagoas (Edufal) na última Bienal, a coletânea reúne um pequeno conjunto de obras que, entre outros assuntos, abordam a inserção da Ufal e do Serviço Social no Agreste, a produção de conhecimento na área, as implicações do capitalismo mundial na dinâmica regional, as particularidades do processo de empobrecimento e desemprego no campo.

“A organização desta primeira publicação e a seleção dos capítulos resultam de um olhar para as temáticas as quais possibilitam compreender o Semiárido alagoano, transversalizado pelas determinações gerais do modo de produção capitalista, mas também pelas dinâmicas, processos e identidades locais”, destacam as organizadoras Silvana Medeiros e Mailiz Lusa.

A coletânea resulta da investigação contextualizada e inserida na realidade de 16 ex-estudantes da graduação em Serviço Social da Ufal em Palmeira dos Índios e do curso de especialização Direitos Sociais e Gestão dos Serviços Sociais. Com produções que marcaram os mais dez anos do curso de Serviço Social, a obra conseguiu obter uma estrutura de conhecimento sobre a região. De acordo com Silvana Medeiros, a riqueza do conjunto serve como um incentivo para uma sequência de publicações que se iniciam por essa.

Durante o lançamento, além das organizadoras, estavam presentes alguns autores dos artigos, como Érica Flávia Costa, Jaqueline Lima, Eduarda Isis Santos, Karoline Krísia Ferreira e Ludmila Santos.