Portal do Governo Brasileiro

Oficinas estimulam criatividade e interesse pela ciência

Teoria e prática fortalecem aprendizado na SBPC Jovem
Por: Thalis Firmino – estudante de Jornalismo - 11/07/2018 às 11h00
context/imageCaption

Oficinas vão estimular criatividade na SBPC Jovem. Foto: Agência Alagoas

Despertar a curiosidade, interagir, aprender e compartilhar experiências são os objetivos propostos pela SBPC Jovem para dialogar com a formação científica do público infantojuvenil de escolas particulares, públicas, estaduais, municipais e federais, além dos movimentos sociais, sejam do campo ou da cidade. A partir do dia 23 até 28 de julho, professores e estudantes terão a oportunidade de trocar experiências e vivenciar resultados da produção científica do Brasil. 

Na vasta programação, o espaço Oficinas Criativas agrega projetos práticos em diferentes âmbitos de atuação acadêmica e profissional. Temas de física, matemática e biologia, assim como das artes, compõem o quadro de atividades, que serão divididas entre a tenda da SBPC Jovem, espaço pensado para estudantes, e o Centro de Educação (Cedu), onde professores também poderão participar. Todo o acesso é gratuito e aberto ao público. 

Confira algumas oficinas para crianças e adolescentes: 

-Ciência da Marvel – Vingadores (UFMS):

Através dos personagens fictícios da franquia Marvel, a equipe vai trabalhar numa interação direta e descontraída com o público a fim de transmitir informações sobre temas como fusão nuclear, eletromagnetismo, uso da teia sintética na medicina, química de ligas metálicas, metais reais e fictícios, mutação genética em seres humanos, inteligência artificial, entre outros. 

-Descobrindo a geometria nos tangrans (Ufal):

A atividade explora os três tipos de tangram [quebra-cabeças geométrico chinês] nos respectivos formatos tradicionais, circulares e cardiotangram. Além disso, os proponentes vão conversar sobre os conceitos das formas geométricas, áreas, perímetros, simetria e ângulos. 

-Matemágicas – O lúdico e a matemática (Ufal):

Minicurso lúdico que apresenta os conhecimentos de álgebra básica e aritmética através de truques de mágica, motivando o gosto pela matemática e buscando contribuir para uma melhor participação discente e aproveitamento em sala de aula. 

-Oficina de foguetes de garrafa PET (Ifal e Ufal):

Dividida em dois turnos, a proposta visa ensinar sobre como produzir foguetes funcionais com garrafas pet. No horário da manhã, os alunos terão uma sessão teórica sobre a história dessas máquinas e serão instruídos para iniciar o processo de confecção de seus trabalhos. Logo após, pela tarde, eles irão se reunir em área externa para lançar os foguetes de maneira alusiva, finalizando o encontro. 

-Produção de biofertilizantes e cultivo de plantas (Cetep-BA):

A oficina incentiva à reflexão e a importância da consciência ambiental. Os participantes vão conversar sobre reaproveitamento dos restos orgânicos e pôr em prática ações de plantio; também haverá produção de um gibi sobre a temática. 

Veja as opções de oficinas para adultos (professores e estudantes de graduação): 

-Educação ambiental e promoção da saúde - Escola Alerta construindo a sustentabilidade (Semed):

Busca demonstrar a relação entre saúde e meio ambiente, tendo a educação ambiental como eixo articulador da promoção da saúde e construção da sustentabilidade. Enfoca a importância das questões ambientais e seus impactos na saúde humana, tendo a EA como mobilizadora da comunidade escolar. 

Existência e unicidade dos cinco poliedros de Platão com materiais concretos (Ufal):

Visto que a geometria está presente em tudo no cotidiano de qualquer indivíduo e que os alunos de modo geral possuem dificuldades com essa disciplina, foi elaborado esse trabalho com o objetivo de estabelecer uma estratégia metodológica para favorecer o processo de ensino-aprendizagem em geometria. 

Internet responsável (Ufal):

O objetivo da atividade é desenvolver senso crítico quanto a informação disponível na rede, ensinando jovens a navegar com responsabilidade, avaliar fontes e termos de serviço e evitar as fake news

Projetos escolares para feiras de ciências (Analema Consultoria):

Apresenta propostas para elaboração de projetos para apresentação em Feiras de Ciências partindo da discussão de problemas do cotidiano dos alunos e das escolas de ensino fundamental e médio. 

Além disso, a SBPC Jovem recebe como convidada a professora Josiane Climaco, supervisora da área de Educação Física do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (Pibid) da Universidade Federal da Bahia (Ufba), para ministrar duas oficinas que atentam para questões sociais da história, arte, dança e movimentos da cultura africana e afro-brasileira. Os encontros acontecem no bloco de biblioteconomia e os horários poderão ser consultados na programação geral. 

Veja as propostas: 

A dança dos blocos afros - A influência dos movimentos ancestrais na contemporaneidade:

A oficina promove a vivência dos movimentos, símbolos e signos ancestrais através da dança dos Blocos Afros para além da marginalização do capital.

Público-alvo: Jovens e adultos. 

Cultura corporal afro-brasileira na escola:

Propõe o estudo da história e a cultura afro-brasileira, sobretudo no que se refere ao patrimônio acumulado no âmbito da cultura corporal, fazendo um recorte em dois conteúdos (danças e jogos/brincadeiras de matrizes africanas) para que sejam tratados na escola.

Público-alvo: Graduandos e profissionais de Educação Física, Dança, e áreas afins. 

Conheça aqui a programação completa da SBPC Jovem. O evento é gratuito e aberto para todos, entre 23 e 28 deste mês, no Campus A.C. Simões da Ufal, em Maceió, das 8h30 às 11h30 e das 13h30 às 16h30.