Reunião do Conselho Consultivo reúne profissionais do HU

O momento discutiu as necessidades e avanços da instituição
Por Klebson Candido - estagiário de Relações Públicas
26/06/2018 08h14 - Atualizado em 26/06/2018 às 10h00
context/imageCaption

Regina Maria dos Santos, superintendente do HU, falou sobre as ações gerenciais e institucionais

O Hospital Universitário Professor Alberto Antunes (HUPAA) realizou na última quinta-feira (21) a reunião do Conselho Consultivo da instituição. Em pauta estavam a situação do dimensionamento de recursos humanos, a aquisição do acelerador linear, além da apresentação dos resultados de um ano de gestão da superintendência do hospital.

O objetivo das reuniões do Conselho Consultivo é conceder informações gerenciais e institucionais à comunidade hospitalar e reúne a governança do hospital, composta pelas gerências Administrativa, de Ensino e Pesquisa e de Atenção à Saúde.   

A Gerência de Ensino e Pesquisa (GEP), apresentou a ampliação das áreas de estágio, que possibilita a atuação de estudantes da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) e de outras instituições de ensino no hospital. Atualmente, o HU passou de oito para 23 áreas de estágios obrigatórios e não-obrigatórios.

A gerente de ensino e pesquisa do HU, Sandra Mary Lima Vasconcelos, abordou os avanços nas áreas de ensino e extensão. “Estamos promovendo a integração das residências médica e multiprofissional e dos projetos lúdicos e culturais. Contamos com 16 vagas no processo de seleção da Especialização em Preceptoria, da rede Ebserh e estamos em processo de elaboração do curso de mestrado interdisciplinar em Ciências da Saúde e Inovação Tecnológica”, pontuou. 

“A Gestão está mobilizada para resolver a questão do abastecimento do hospital. Além de cuidar de uma dificuldade pontual, é preciso se antecipar às situações de crise”, ressaltou Regina Maria dos Santos, superintendente do HU, sobre a normalização no abastecimento de insumos e medicamentos.

A reitora da Ufal, Valéria Correia, falou sobre a situação orçamentária atual das universidades e dos hospitais universitários. “O contingenciamento foi de mais de 90% dos recursos que tivemos no ano passado para investimento, que só estamos sentindo agora as consequências no orçamento. Mais de R$ 55 milhões foram cortados para a educação superior recentemente”, afirmou.   

Em visita ao Ministério da Saúde, em Brasília, Valéria Correia solicitou a aquisição da gama câmara, equipamento que realiza exames de cintilografia e permite o diagnóstico por imagem. O equipamento atenderá pacientes em tratamento de câncer no Centro de Alta Complexidade em Oncologia (Cacon), do HU.