Portal do Governo Brasileiro

Trabalhos de Engenharia Civil da Ufal serão apresentados na Itália

Pesquisas são resultados de TCC’s e serão apresentados por uma professora e dois egressos do Ctec
01/06/2018 às 09h00 - Atualizado em 30/05/2018 às 13h20
context/imageCaption

Professora Juliana Marques (á direita) e seus orientandos Leonardo Brandão e Ana Beatriz Nobre (Foto-Arquivo Pessoal)

Thamires Ribeiro - estagiária de Jornalismo 

Com pesquisas relacionadas à Geotecnia, dois egressos do curso de Engenharia Civil da Universidade Federal de Alagoas apresentarão, entre os dias 5 e 8 de junho, artigos baseados em seus Trabalhos de Conclusão de Curso (TCC), orientados pela professora Juliane Marques, do Centro de Tecnologia (Ctec). Os trabalhos serão expostos no DFI-EFFC International Conference on Deep Foundations and Ground Improvement!, que acontece em Roma, na Itália. 

Durante o evento, Leonardo Brandão apresentará o artigo Estudo da resistência de estacas escavadas com anéis e Ana Beatriz Nobre vai compartilhar o Estudo da capacidade de estacas escavadas com técnicas de melhoramento

“É a primeira vez que trabalhos desenvolvidos na Ufal serão apresentados nessa conferência. Diria que é um grande feito, não só regional, mas sim, nacional, diante do rigor da seleção de trabalhos científicos para apresentação durante o congresso. A partir dessas publicações na área de Geotecnia a Ufal está inserida no seleto grupo de universidades com pesquisas publicadas na Conferência Internacional de Fundações Profundas”, enfatizou a professora Juliana Marques. 

De acordo com a docente, os trabalhos abordam as estacas escavadas com anéis e consolidação da ponta, que são projetadas desde meados de 2008 em dezenas de prédios localizados na parte alta da cidade de Maceió. 

“Foram desenvolvidas técnicas executivas com objetivo de aumentar a resistência deste tipo de estaca. Entre elas, o processo executivo dos anéis ao longo do comprimento da estaca foi patenteado pela empresa Geotécnica, idealizadora da técnica dos anéis”, explicou a docente. 

Juliana conta que as pesquisas foram desenvolvidas no Campo Experimental de Geotecnia da Universidade, implantado em 2011 no CTEC, e desde então contribui para o desenvolvimento de novos trabalhos a partir dos diversos tipos de ensaios lá realizados, facilitando a logística da parte experimental desses estudos. 

 Ainda segundo Marques, pesquisas que envolvem o tema são desenvolvidas na Ufal por meio do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (Pibic) e de outros TCC’s. “Em março de 2018, vários ensaios foram realizados no Campo Experimental de Geotecnia com o apoio do professor Paulo Albuquerque, da Unicamp. É uma extensa pesquisa que está em andamento, na análise dos resultados”, disse. 

O evento 

A Conferência Internacional de Fundações Profundas é promovida pelo Instituto de Fundações Profundas – DFI (Deep Foundation Institute), e acontece anualmente nos Estados Unidos e em países europeus. Nela, são apresentadas e discutidas as tecnologias de ponta utilizadas nos projetos de fundações de grandes obras de relevância mundial, como o reforço da fundação da Torre de Pisa na Itália, ou as fundações do prédio mais alto do mundo, o Burj Khalifa, em Dubai, nos Emirados Árabes. Além de obras complexas como túneis, hidroelétricas, barragens e etc. Também são apresentadas pesquisas consideradas inovadoras na área de fundações desenvolvidas nos vários continentes.