Profissionais do NDI se preparam para início do ano letivo

Reitora Valéria Correia esteve presente durante as boas-vindas

06/02/2018 11h34 - Atualizado em 07/02/2018 às 09h38
context/imageCaption

Reitora recepcionou os profissionais do NDI

Letícia Sant’Ana - estagiária de Jornalismo

Os profissionais do Núcleo de Desenvolvimento Infantil (NDI) se reuniram na manhã desta segunda-feira (5) para dar boas-vindas ao ano letivo que tem início no dia 19 de fevereiro. Na ocasião, a reitora Valéria Correia visitou as instalações do Núcleo e discursou sobre a importância do NDI e do papel relevante que cada profissional desempenha. O local recebe mais de 90 crianças, filhos de servidores e estudantes da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), e os desafios enfrentados para realizar manutenções no espaço têm crescido devido à crise financeira.

“Temos acompanhado de perto cada intervenção feita no NDI, desde a questão da acessibilidade até a troca de lâmpadas e pinturas de paredes. Cada solução conquistada e cada resultado positivo é nossa alegria também, por isso estamos felizes em anunciar a compra do fogão. Algo simples, mas importante para a continuação do trabalho que vocês realizam”, afirmou a reitora, acompanhada da professora Suzana Barrios, da Pró-reitoria de Graduação (Prograd).

A compra foi realizada via Fundação Universitária de Desenvolvimento de Extensão e Pesquisa (Fundepes) e o projeto é que o fogão funcione a partir do dia 19. “Através do pedido da nossa magnífica reitora, encontramos a possibilidade de ajudar. Apesar de ser uma entidade autônoma, a razão de existência da Fundepes é a Universidade, então, apesar de todas as dificuldades estamos felizes em poder colaborar”, contou o professor Gabriel Bádue, presidente da Fundação.

O fogão ainda não está no Núcleo devido a uma obra feita na coifa. Um engenheiro da Superintendência de Infraestrutura (Sinfra) também esteve presente durante a visita para avaliar se é necessário uma reforma estrutural.

A reitora finalizou a visita agradecendo o empenho de todos, tanto dos servidores da Universidade, quanto dos trabalhadores da Secretaria de Educação, assim como os terceirizados que compõem a equipe do NDI. “Precisamos prezar por esse espaço de aprendizado e fortalecimento da educação infantil dentro da Universidade. Para nossa gestão é muito importante a manutenção das condições de trabalho, estudo e pesquisa, sabendo de todos os limites”, concluiu.