Portal do Governo Brasileiro

Reitora participa de articulação das emendas parlamentares para Alagoas

Em mais uma visita à Brasília, Valéria Correia reforçou os pedidos já realizados aos parlamentares e solicitou apoio à autonomia das universidades brasileiras
Por: Izadora García - relações públicas - 01/11/2018 às 22h15 - Atualizado em 05/11/2018 às 15h26
context/imageCaption

Reitora participa de reunião entre parlamentares para definição do destino de emendas

O prazo para deputados e senadores indicarem o destino das emendas parlamentares para Alagoas foi prorrogado para a próxima quinta-feira (8). Entretanto, a reitora, Valéria Correia, e a superintendente do Hospital Universitário Professor Alberto Antunes (Hupaa), Regina dos Santos, foram até Brasília, mais uma vez, reforçar as solicitações anteriores e apresentar novas observações.

As emendas parlamentares fazem parte dos recursos do Governo Federal. E a bancada alagoana trará, no próximo ano, cerca de R$169 milhões de reais para o estado. Além deste montante, rateado em cotas de R$22 milhões, cada parlamentar terá suas verbas individuais para destinar à áreas como saúde, educação e infraestrutura.

A reitora voltou a visitar os gabinetes para reforçar pedidos de emendas para a Universidade e para o Hospital Universitário. Esta agenda foi uma das prioridades do último mês e, uma vez que os recursos para a Educação Superior têm se tornado cada vez mais escassos, a gestão vem buscado o apoio de parlamentares para reduzir o impacto dos cortes.

Somente neste ano, a Ufal conseguiu pactuar cerca de R$5 milhões em emendas. A expectativa é que a parceria com a bancada seja mantida e que os recursos, na medida do possível, sejam ampliados.

De acordo com a reitora, já existem prioridades para as emendas: equipamentos para revitalização dos laboratórios de pesquisa da Universidade, os prédios históricos mantidos pela Ufal, o Hospital Universitário e a construção de um auditório com maior capacidade.

Para a gestora, desde o incêndio no Museu Nacional, ocorrido em setembro deste ano, a manutenção de prédios como o Museu Theo Brandão e o Museu de História Natural (MHN) tem sido uma preocupação constante e os cortes nos recursos prejudicam ainda mais esse cenário. Nos últimos anos, apenas pequenos reparos têm sido realizados.

Em fala à bancada, a reitora também reforçou a importância do posicionamento dos parlamentares em defesa das instituições públicas de ensino com relação aos recentes ataques à autonomia universitária e à liberdade de cátedra dos professores. Ela também fez um apelo para que os parlamentares votassem o repasse integral das verbas para a educação e para saúde.

Entre os compromissos, Valéria Correia também acompanhou o prefeito de Viçosa, Davi Brandão, em visita ao deputado federal Pedro Vilela, apresentando as demandas da Unidade Educacional do município, especialmente no que tange à infraestrutura e equipamentos do Hospital Universitário Veterinário.

“A gente teve um contingenciamento de recursos, em relação a 2015, de 90%. E a Universidade, para sobreviver, vai precisar muito da colaboração da nossa bancada. E estamos otimistas que esse compromisso com a nossa Universidade, com o nosso Hospital Universitário, vai se concretizar”, finalizou a reitora, em entrevista para o TNH1.