Morre jornalista que encabeçou implantação de curso na Ufal

José Aldo Ivo morreu aos 84 anos; sepultamento será nesta terça-feira

07/03/2017 09h20 - Atualizado em 07/03/2017 às 09h35
context/imageCaption

Aldo Ivo lutou pela implantação do curso de Jornalismo na Ufal

Ascom Ufal

O jornalismo e a crônica esportiva alagoana perderam, nesta segunda-feira (6), José Aldo Ivo, aos 84 anos. O jornalista deixou sua marca na história da Universidade Federal de Alagoas ao lutar pela implantação do curso de Jornalismo na década de 80, quando era presidente do sindicato.

O velório está sendo realizado no cemitério Campo Santo Parque das Flores, localizado na Av. Durval de Góes Monteiro, s/n, em Maceió. O sepultamento será nesta terça-feira (7), a partir das 11h. "A sociedade perde muito com a partida de Aldo Ivo, profissional combativo na luta pelo jornalismo independe e imparcial", lamentou a reitora Valéria Correia.

Aldo Ivo fez uma carreira de 67 anos dedicados ao exercício da profissão. Torcedor do Botafogo Futebol e Regatas, a crônica esportiva foi seu primeiro berço no jornalismo e já aos 17 anos fazia coberturas de jogos de futebol. Só depois ele se dedicou a outras editorias.

No extenso currículo destacam as passagens como diretor geral e diretor de divulgação do Diário Oficial de Alagoas, redator do jornal O repórter, presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de Alagoas (Sindjornal), presidente da Associação dos Cronistas Desportivos de Alagoas (ACDA) – entidade representante da Imprensa Esportiva no Estado (1963/1966); e conselheiro da Fundação Alagoana de Promoções Esportivas (Fape).

O jornalista também foi conselheiro do Serviço Social do Comércio (Sesc), presidente da seccional Alagoas da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo (Abrajet), assessor de comunicação da Federação das Indústrias do Estado do Alagoas (Fiea) e redator da página de Turismo do Jornal Tribuna do Sertão.

Aldo Ivo deixa cinco filhos, oito netos e quatro bisnetos. O jornalista era tio do professor Jasiel Ivo, da Faculdade de Direito da Ufal.