Inauguração e calourada marcam início do 2º semestre letivo no Ceca

Além da recepção aos feras dos cursos recém-criados, também houve inauguração de laboratório
05/08/2014 às 16h30 - Atualizado em 14/08/2014 às 10h26
context/imageCaption

Gaus Silvestre fez uma retrospectiva histórica do Ceca

Diana Monteiro – jornalista

A semana de recepção aos veteranos e novos alunos no Centro de Ciências Agrárias (Ceca) acontece até a próxima sexta-feira, 8. A calourada tem uma programação diversificada e marca um novo momento vivenciado por todos da unidade acadêmica que, até o fim deste ano, passará a ser mais um campus da Universidade Federal de Alagoas.

Presidida pelo reitor Eurico Lôbo, a solenidade de abertura da calourada, na segunda-feira (4), teve a participação de representantes de estudantes e servidores, além dos novos gestores Gaus Silvestre de Andrade Lima e Rosa Cavalcante Lira. Os coordenadores dos cinco cursos de graduação também prestigiaram a cerimônia: Adriana Guimarães, Agronomia; Elton Lima Santos, Zootecnia; Lígia Sampaio, Engenharia de Energias Renováveis; João Correia, Engenharia Florestal; e João Teodorico Araújo Filho, Agroecologia.

O reitor Eurico Lôbo destaca o trabalho empreendido durante muitos anos pela comunidade do Ceca para que a unidade crescesse, ao longo dos quase 40 anos de existência. “A unidade galgou os degraus de crescimento e assim atingiu o objetivo proposto. Temos de ressaltar a importância das ciências agrárias para o Estado de Alagoas, consolidadas como referência em pesquisas e voltadas ao desenvolvimento local. Somos detentores do conhecimento para a mudança da realidade social e o nosso compromisso é para que, cada vez mais, o Ceca se torne referência nas regiões Norte e Nordeste do País”, disse.

Os coordenadores deram as boas-vindas aos alunos e foram unânimes em falar da importância daquela atividade como um começo de um novo momento e do crescimento quantitativo e qualitativo do Centro de Ciências Agrárias da Ufal. O diretor Gaus Silvestre fez uma breve retrospectiva sobre a história do Ceca, iniciado em Viçosa, e dos bons frutos colhidos, como a formação dos primeiros profissionais em Agronomia no Estado de Alagoas.

Além da ampliação da graduação, o Ceca oferta à sociedade quatro cursos de pós-graduação (mestrados e doutorado) e esse crescimento faz parte de um processo planejado e de uma base sólida. A futura experiência como campus será bem sucedida, porque a unidade já partiu para esse crescimento de forma estruturada”, frisou o diretor.

A vice-diretora Rosa Cavalcante foi firme ao dizer que conta com a participação e a motivação dos alunos para que cada dia um melhor caminho seja trilhado, visando ao desenvolvimento qualificado da unidade acadêmica. A calourada foi marcada também pela distribuição de kits com orientações acadêmicas aos alunos, lançamento do volume 11 da Revista Ciência Agrícola, editada pela Editora da Ufal (Edufal) e pela palestra do professor Elton Lima Santos.

Expectativa

Era visível a expectativa do aluno Leandro Nascimento Domingos para iniciar o curso de Zootecnia. Aprovado em 2O13 ele não pode iniciar as aulas porque serviu na Aeronáutica. Como futuro profissional da Zootecnia, pensa montar o próprio negócio para trabalhar e diz e planeja em sua carreira fazer pós-graduação para se qualificar ainda mais na formação acadêmica.

O mesmo sentimento de fazer um curso superior foi demonstrado por Joelma Benigno, que atuou profissionalmente como técnica em enfermagem e vai abraçar, a partir de agora, a Agronomia. “Minhas responsabilidades como mãe [tem três filhas], retardaram meu desejo que agora realizo 30 anos depois”, frisou a estudante, oriunda da Paraíba.

Joelma diz, ainda, que seu principal estímulo maior para fazer um curso de graduação foi o fato de uma das filhas já fazer mestrado na Ufal em Matemática. “Fiz o primeiro Enem, logrei êxito e estou ansiosa para começar a estudar”, enfatizou.

Inauguração

O primeiro dia da calourada também foi marcado pela inauguração do Núcleo de Produção em Melhoramento Genético Animal, voltado ao melhoramento e nutrição de pequenos ruminantes, a exemplos de caprinos e ovinos. O Núcleo é ligado ao programa de pós-graduação em Zootecnia, coordenado pela professora Patrícia Beelsn. “A pós-graduação agrega mais valor e é fundamental para o crescimento do Ceca. O que está sendo construído aqui é para a sociedade”, frisou o reitor Eurico Lôbo, que conduziu o descerramento da placa.

O Ceca, localizado no vizinho município de Rio Largo, ocupa uma área de 170 hectares, expande as atividades de ensino, pesquisa e extensão também para meio ambiente e energia. Os três novos cursos dotam a área de graduação de mais 75 vagas da graduação com reflexo também no segmento docente, com a contratação de mais 39 professores.