Videoclipe celebra conclusão de curso de Medicina e tem mais de 3 mil acessos

Lip Dub produzido no Hospital Universitário da Ufal, com o lema “Abra a felicidade que tem aí”, é destaque nas redes sociais

21/08/2013 15h18 - Atualizado em 14/08/2014 às 10h30
context/imageCaption

Lip Dub produzido por estudantes da Ufal é pioneiro em Alagoas

Myllena Diniz – estudante de Jornalismo

Formandos de Medicina da Universidade Federal de Alagoas iniciam novo ciclo de suas vidas em ritmo de alegria e sensação de dever cumprido. Apesar da saudade das aulas, dos colegas de classe e da rotina universitária, médicos recém-formados encaram novos desafios com o lema Abra a felicidade que tem aí”. Vídeo produzido no Hospital Universitário Professor Alberto Antunes (HU)) celebrou a graduação dessa turma animada e já alcançou, em apenas uma semana, mais de três mil visualizações nas redes sociais.

O formato de vídeo escolhido pelos formandos de Medicina, Lip Dub, já é moda no mundo inteiro. No Brasil, o Lip Dub virou “febre” nas formaturas e faz o maior sucesso nas redes sociais. Em Alagoas, o material produzido pelos alunos da Ufal é pioneiro em eventos de colação de grau.

Produções como essa ganham cada vez mais destaque pela autenticidade, pelo caráter participativo e pela descontração. O Lip Dub corresponde a videoclipe sem cortes, com movimento contínuo da câmera, dublagem musical e performance criativa. Inclusive, criatividade não faltou aos formandos da universidade alagoana, que percorreram os corredores do HU com trajes alegres e muito sorriso no rosto.

De acordo com o formando Davi Freitas, idealizador do videoclipe, a ideia do Lip Dub de conclusão do curso era antiga. “Tudo começou em 2008, quando vimos um Lip Dub produzido no Canadá. Nós gostamos muito e a ideia ficou no inconsciente da turma. Depois, percebemos que as turmas de Medicina começaram a fazer esse tipo de material no Brasil. Então, vimos a real possibilidade de fazer algo semelhante”, explicou.

Em bate-papo descontraído, os formandos revelaram que o material foi produzido na “base da amizade”, com preço acessível. Ainda assim, a produção em HD contou com profissionais e equipamentos de qualidade. Para completar a equipe de peso, grupo de 30 pessoas engajadas e com muita disposição – os próprios formandos – deram leveza e harmonia ao videoclipe.

Thiago Yamamoto, recém-formado, ressaltou a dificuldade de reunir grande parte da turma para a gravação. “Muita gente estava estagiando fora de Alagoas. Então, nós só pudemos gravar às vésperas da colação de grau. Tudo foi feito em apenas um dia. Por isso, cada um arrumou sua própria fantasia, seus próprios adereços... A logística é muito complicada, mas com vontade e determinação tudo é possível”, reforçou.

Com apoio e autorização da direção do HU, as filmagens foram realizadas na sexta-feira (9), dois dias antes de sua divulgação na colação de grau, realizada no Centro de Convenções e de Exposições Ruth Cardoso, na segunda-feira (12). Os formandos explicaram que a gravação não alterou a dinâmica do HU. Segundo representantes da turma, os pacientes do térreo foram alocados em outro ambulatório, sem que houvesse prejuízos. O lip dub aconteceu no térreo do hospital, para não incomodar os pacientes internados, que são atendidos nos outros andares do hospital.

No dia da gravação, os alunos chegaram ao HU por volta das 7h e começaram a filmagem às 12h. No total, foram cinco tentativas até o resultado final. Paulo Victor Tenório, formando de Medicina, destacou o planejamento do grupo. “Algumas pessoas apareceram três vezes no vídeo. Como a produção não teve cortes, foi imprescindível o mapeamento de toda a filmagem. Nós etiquetamos o chão do hospital, para facilitar o trabalho”, salientou.

Escolha do Hospital Universitário

“O HU sempre foi a nossa casa!”, exclamou a recém-formada Laís Pedrosa. Para a turma de Medicina, a escolha do HU para gravação do lip dub reflete a importância do hospital na formação de cada profissional da saúde que passou pela Ufal.

De acordo com o novo médico Luís Cardoso, o registro simboliza momento marcante na vida dos formandos. “O objetivo principal desse lip dub é ser um presente para toda a turma. Por isso, escolhemos um lugar significativo. Já no primeiro dia de aula do curso, a gente foi para o hospital. Então, ele fez parte da nossa rotina do primeiro ao último dia da faculdade”, lembrou.

O Hospital Universitário faz parte do cotidiano de todos os estudantes de Medicina da Ufal. No HU, os discentes têm aulas práticas e teóricas nos dois horários e, até mesmo, aos finais de semana. Pelos corredores do hospital, os alunos estabelecem vínculos com profissionais da saúde e colegas de classe. Formação continuada, humanização e compromisso social são alguns dos ensinamentos compartilhados nas instalações da “grande escola” dos médicos alagoanos.

Davi Freitas refletiu sobre a vivência no HU. “A Ufal 'apanha' muito, recebe muitas críticas, mas a gente esquece de falar o quanto gosta dela e do Hospital Universitário. Para a gente, ver esse vídeo nos próximos anos será incrível. Nós teremos acesso a imagens da gente nos corredores do hospital e teremos a certeza de que fizemos parte da história do HU, de algum modo”, ponderou.

Veja aqui o lip dub completo dos formandos de Medicina da Ufal.