Semana de Pedagogia movimenta campus da Ufal em Maceió

Estudantes e educadores de todo o Estado estão reunidos na Ufal até dia 17 participando de mesas-redondas, minicursos, oficinas e apresentações de trabalhos da graduação e da pós-graduação
15/07/2013 às 18h35 - Atualizado em 14/08/2014 às 10h31
context/imageCaption

Mesa de um dos debates que compõem a programação da Semana de Pedagogia

Lenilda Luna - jornalista

Mais de mil e duzentos participantes estão movimentando o Campus A.C. Simões durante a Semana de Pedagogia 2013, que acontece até 17 de julho. São docentes e estudantes de Pedagogia e de outras licenciaturas da Universidade Federal de Alagoas, alunos de outras instituições, como a Universidade Estadual de Alagoas (Uneal) e o Instituto Federal de Alagoas (Ifal), e professores do ensino fundamental e médio de escolas particulares e públicas de todo o Estado.

Segundo o coordenador do curso de Pedagogia, Eraldo Ferraz, o objetivo de promover o debate e compartilhar experiência sobre os desafios enfrentados pela Educação em Alagoas está sendo atingido. "Ficamos felizes em saber que educadores de vários municípios alagoanos e até de outros Estados, como Pernambuco e Rio Grande do Norte, estão contribuindo com essa discussão", comemorou o professor.

O público é realmente diversificado na Semana de Pedagogia, assim como a temática, que aborda desde as novas tecnologias em educação até questões econômicas e conflitos sociais que repercutem na sala de aula. Na sala 8, por exemplo, durante a tarde desta segunda-feira, 15, foram apresentados trabalhos com os temas: "Público não estatal, um enfoque nas parcerias em Educação", "O acordo dos usineiros e os conflitos sindicais na Era Collor em Alagoas", e "Aqui você pode: nuances de um discurso neoliberal".

A estudante Andressa Maria Soares Rocha, que está iniciando o curso de Pedagogia na Uneal, em Palmeira dos Índios, está entusiasmada com o nível dos debates. "São abordadas questões muito interessantes, além de um panorama da prática educacional no Estado. Além de complementar a nossa carga horária, temos acesso a muitas informações importantes em encontros como esse", disse a graduanda.

Em outra fase de aprendizado, Maria Aparecida de Oliveira tem 28 anos de magistério, na mesma escola de ensino fundamental em Olho d' Água das Flores, interior de Alagoas. "Sou supervisora do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (Pibid) da Ufal no município. Esse projeto é maravilhoso porque contribuiu para um salto de qualidade na formação dos docentes que atuam na educação básica", ressaltou a professora.

Já o estudante de Pedagogia da Ufal, Mariano Alves, que está no 4º período do curso, destaca que a participação em encontros e seminários acrescenta bastante à formação do educador. "Uma gama de informações é compartilhada em eventos como esse. Além disso, tem o aspecto da interação social, pois conhecemos professores e estudantes de várias partes, que enfrentam desafios específicos em realidades muito similares e temos muito a aprender uns com os outros", concluiu o futuro pedagogo.

Leia também: Semana de Pedagogia discute Gestão Educacional (com programação completa)