Maceió sedia 33º Congresso da Sociedade Brasileira de Computação

Evento chega a Maceió pela primeira vez e será realizado entre os dias 23 e 26 de julho, no Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso

05/07/2013 13h35 - Atualizado em 14/08/2014 às 10h31
context/imageCaption

O professor Leandro Dias é um dos organizadores do evento

Deriky Pereira – Estudante de Jornalismo

O Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso será palco de mais um grande evento. Trata-se do Congresso da Sociedade Brasileira de Computação (CSBC), que será realizado entre os dias 23 e 26 de julho, e deve reunir diversos professores, pesquisadores, estudantes e empresários do Brasil e do exterior para uma grande troca de experiências e conhecimentos neste que é considerado o maior evento na área da computação.

Em sua 33ª edição, o CSBC chega à Maceió pela primeira vez e está sob a coordenação do Instituto de Computação (IC) da Universidade Federal de Alagoas. Com o tema “Cidades Inteligentes: Desafios para a Computação”, o congresso se prepara para discutir os impactos da Tecnologia da Informação e da Comunicação na vida cidadã, visto que a computação torna-se elemento primordial na promoção de mobilidade, disseminação e ubiquidade da informação.

“O evento promete ser palco de grandes discussões e fortes reflexões diante dos resultados parciais associados aos Grandes Desafios, à luz dos impactos que as suas soluções trarão para a sociedade em todas as suas dimensões”, complementou a professora Eliana Almeida, uma das coordenadoras. “Esta é uma grande oportunidade para os alunos se encontrarem com professores, pesquisadores e empresários, ou seja, para a comunidade de computação do Brasil, independente da cidade em que seja realizado, este é um evento de grande importância”, explicou o professor Leandro Dias, também coordenador do congresso.

Inscrições e programação

Os interessados em participar da 33ª edição do Congresso da Sociedade Brasileira de Computação devem ficar atentos. De acordo com os coordenadores, as inscrições são realizadas pelo site do congresso onde você pode conferir os referidos valores e às categorias e podem sem feitas até o dia do evento. Mas, para estudantes, o valor é mais barato.

“O evento é promovido pela SBC (Sociedade Brasileira de Computação), então quem é sócio tem desconto. Se o estudante se associa, por exemplo, o desconto acaba sendo maior que o valor da anuidade, ou seja, isso acaba se tornando uma vantagem para ele. Mas quem não quiser se associar, pode se inscrever normalmente”, explicaram os coordenadores.

Vale reforçar que em paralelo ao CSBC, trabalhos serão expostos em banners durante os três dias do congresso e outros 17 eventos serão promovidos, cuja programação você pode conferir aqui. Além disso, quem quiser pode se inscrever ainda em algum minicurso, cada um no valor de R$ 50,00. O evento também irá oferecer um certificado que contará para parte flexível dos estudantes.

Alagoas em evidência

No último 12 de junho, o governador Teotonio Vilela Filho e o secretário de ciência e tecnologia de Alagoas, Eduardo Setton, anunciaram a implantação de um Polo Tecnológico, a ser construído no bairro de Jaraguá. Com investimentos de cerca de R$ 15 milhões, o polo vai abrigar empresas do setor de tecnologia, informação, comunicação e inovação. E para enfatizar na atual discussão sobre o assunto, Alagoas recebe o CSBC pela primeira vez, fato reforçado pelos organizadores do evento.

“Estamos muito felizes por essa conquista. Esse evento é importante para Alagoas por diversos motivos. Para os alunos, que por algum motivo não possam se deslocar a outros pontos do País ou do mundo, que poderão acompanhar palestras de professores e pesquisadores; para as empresas, com o surgimento deste polo de tecnologia e poderão ter esse contato com especialistas da área da computação que atuam no mundo inteiro, isso é muito importante”, complementam.

O evento deverá ficar para a posteridade como um caso de sucesso. “Poderemos mostrar que Alagoas pode fazer coisas boas e possui profissionais competentes na área. Então, seria importante que a sociedade abraçasse o evento, pois com essa associação positiva, todos saem ganhando. Sem contar que o Estado também pode tentar esse contato com as empresas a fim de firmar alguma parceria futura por conta desse polo tecnológico, enfim, será um evento de extrema importância para Alagoas”, concluíram os organizadores.