Bienal do Livro de Alagoas: presença de autoridades e homenagem à Itália

22/10/2011 às 11h19 - Atualizado em 13/08/2014 às 11h08
context/imageCaption

Reitora Ana Dayse e a diretora da Edufal e coordenadora da bienal Sheila Maluf

Cibele Tenorio - jornalista

 

A V Bienal Internacional do Livro de Alagoas teve sua solenidade de abertura, na noite dessa sexta-feira (21), no auditório do Centro de Convenções, em Jaraguá. Estiveram presentes a reitora da Universidade Federal de Alagoas(Ufal), Ana Dayse Dorea, o vice-reitor e futuro reitor da Ufal, Eurico Lôbo, o secretário de Estado da Cultura, Osvaldo Viegas, o secretário municipal de Educação, Thomás Beltrão, além de outras autoridades.

 

A diretora da Editora da Ufal (Edufal) e Coordenadora da Bienal, Sheila Maluf, fez a abertura da solenidade agradecendo a todos os parceiros e patrocinadores do maior evento literário de Alagoas e destacou que nesta edição sete mil alunos de escolas da rede pública e particular de ensino estão com visitadas agendadas ao evento. Sheila Maluf também relembrou a trajetória das bienais organizadas pela Universidade Federal de Alagoas. “A primeira Bienal foi feita no final da década de 90 no Clube Fênix Alagoana com a participação de 50 mil pessoas. Ao longo das edições este número só foi aumentando e nossa expectativa para este ano é que 200 mil pessoas passem por aqui”, disse

 

A solenidade de abertura também foi marcada pela presença do Cônsul Italiano para o Nordeste do Brasil, Francesco Piccione. Nesta edição o país homenageado pela Bienal é a Itália. Francesco destacou que o evento coincide com as comemorações do Momento Itália/Brasil (MIB) promovido entre os dois países para estreitar laços de amizade e fez questão de levar uma carta da presidente Dilma Rousseff parabenizando a todos os envolvidos nos eventos do MIB:. “A iniciativa reitera o interesse que o povo brasileiro guarda pela cultura da Itália. E abre novos caminhos para avançar em setores tais como a inovação científica, o intercâmbio sócio-cultural, o intercâmbio educacional, assim como os diversos projetos econômicos de mútuo interesse”.

 

O Patrono da Bienal, o jornalista alagoano Audálio Dantas, falou sobre a satisfação em voltar à sua terra natal para ser homenageado e ressaltou que a Bienal faz parte do patrimônio cultural de Alagoas. “O Estado de Alagoas tem o dever de apoiar esta iniciativa. O estado que consegue realizar um evento assim tem a obrigação de manter viva esta realização”, enfatizou.

 

Encerrando a solenidade a reitora Ana Dayse Dorea fez o tradicional corte da fita que marcou oficialmente o início do evento e falou da alegria em terminar sua gestão participando da Bienal do Livro. “Essa Bienal tem um encanto, maior, pois está sendo realizada no ano do nosso jubileu de ouro e temos aqui uma exposição comemorativa destes 50 anos da Ufal”.

 

A Bienal Internacional do livro é gratuita e será realizada até o dia 30 de outubro, das 10h às 22h. Confira a programação completa: http://www.edufal.com.br/bienal2011/index.php/programacao