Pesquisadores ganham destaque internacional nas artes e na saúde

O destaque de pesquisadores da Universidade Federal de Alagoas em eventos nacionais e internacionais vem projetando a instituição em diversas áreas de conhecimento. O destaque mais recente fica para os curso de Música cujo professor Marcos Moreira teve projeto selecionado em evento em Portugal e no II Simpósio Internacional de Musicologia da Universidade do Rio de Janeiro, além do professores Bráulio César e Jean Toscano do curso de Educação Física, que tiveram projeto selecionado para o Prêmio Pemberton.

06/08/2011 22h55 - Atualizado em 13/08/2014 às 11h08
context/imageCaption

Marcos Moreira apresenta trabalho em dois eventos internacionais

Levando a música da Ufal para todos os cantos

“A contribuição portuguesa no processo de criação de bandas no Brasil imperial: o caso particular do nordeste brasileiro; Alagoas e Pernambuco” será um dos trabalhos apresentados no I Encontro Nacional de Investigação em Música 2011, que será realizada na cidade do Porto, Portugal, de 25 a 27 de novembro. O trabalho, aprovado pela comissão científica do evento, é do professor Marcos Moreira, coordenador do curso de Música da Ufal e foi desenvolvido dentro do convênio entre a Ufal e Instituto  Piaget (Portugal).

Conforme a programação, os participantes são convidados a participar numa mesarredonda sobre a situação atual da investigação em música em Portugal.  Investigadores de todo o mundo enviaram propostas de comunicação e a apresentação de painéis reunirá. É também promovida a apresentação de painéis reunindo 3/4 oradores em torno de um mesmo tema. Todos os temas relevantes no âmbito da investigação em música serão contemplados.

Antes de Porto, o professor Marcos Moreira participa do II Simpósio Internacional de Musicologia da Universidade do Rio de Janeiro, com o artigo “Gênero Feminino, relações afetivas e Pedagogia em Bandas de Música nordestinas: de 1930 a 2000”.

Docentes de Educação Física têm pesquisa selecionada entre 208 projetos

Os professores Bráulio César e Jean Toscano, do curso de Educação Física da Ufal tiveram pesquisa selecionada entre as dez  melhores do país, dentre as 208 inscritas no para o Prêmio Pemberton. O prêmio é uma iniciativa da Coca-Cola Brasil para profissionais, instituições de pesquisa e universidades nas diferentes áreas da saúde: Medicina, Educação Física, Nutrição, Odontologia e disciplinas afins com a finalidade de incentivar pesquisas científicas com foco em bem – estar nos requisitos para uma vida saudável.

O trabalho de Bráulio César e Jean Toscano conta com a parceria do professor César Cabral da Universidade Federal de Sergipe e tem como foco a verificação do impacto de um programa de promoção da atividade física implantado no município de Aracaju. Conta também,  com a parceria da Secretaria Municipal de Saúde da Capital sergipana. 

O Prêmio Pembertom conta com o apoio da SBEM (Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia); ABESO (Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica); e SBAN (Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição).