Vice-presidente do Centro Internacional de Semiótica reúne-se com equipe da Ufal


08/04/2009 13h01 - Atualizado em 13/08/2014 às 00h39
context/imageCaption

Geraldo Nunes conversando com Tonholo

Lenilda Luna - jornalista

O professor Geraldo Nunes, da UFRJ, vice-presidente do Ciseco - Centro Internacional de Semiótica e Comunicação – reuniu-se, no dia 8 de abril, com o Pró-reitor de Pesquisa e Pós-graduação, Josealdo Tonholo, e os professores do  Curso de Comunicação, Amilton e Sandra Nunes, para tratar do Pentálogo Inaugural do Ciseco, abordando o tema Transformações da midiatização presidencial: corpos, relatos, negociações, resistências.

O evento está programado para o período de 28 de setembro a 2 de outubro de 2009, em Japaratinga, Alagoas, e deve reunir pesquisadores, docentes e intelectuais brasileiros e internacionais, com diferentes inserções em universidades da França, Argentina, Itália, Chile, Colômbia, Estados Unidos, México, Venezuela, Bolívia e Brasil.

Envolve também a presença de especialistas, e quadros das áreas políticas, marketing e administração. Este Pentálogo registra o início das atividades do Ciseco, e tem como principal convidado o professor Umberto Eco, da Universidade de Bolonha (Itália), na condição de conferencista da Sessão de Abertura.

Geraldo Nunes comentou que foi muito bem recebido na Ufal e em todas as entidades que visitou, entre elas, a Fundepes, a Fapeal, a Brasken e a Secretaria de Ciência e Tecnologia. “A proposta do pentágolo tem sido muito bem aceita e temos certeza de que contaremos com parceiros importantes para a logística e para as discussões”, disse o vice-presidente.

Nos dias 20 e 21 de abril volta a Alagoas o presidente da entidade, professor Antonio Fausto Neto. Ele já foi recebido em fevereiro, pela reitora Ana Dayse Rezende Dorea, o pró-reitor Josealdo Tonholo e o Diretor do Instituto de Ciências Humanas, Comunicação e Artes, Ronaldo Bispo. Na oportunidade desta visita, o presidente do Ciseco recebeu adesão da universidade, que expressaram o engajamento nas providências relacionadas com a realização do Pentálogo Inaugural. A Ufal está apoiando o Ciseco na realização de contatos junto às autoridades do Estado.

Durante este ano, até a realização do pentágolo, o Ciseco realizará pesquisa sobre a memória oral da cidade de Japaratinga, onde está situada a entidade, recebendo da Ufal a colaboração de bolsitas de Iniciação Científica para pesquisa de campo junto a população do município. Trata-se da primeira iniciativa que marca a inserção do Ciseco nas vidas acadêmica e comunitária do Estado de Alagoas.

Leia também: Umberto Eco e pesquisadores de todo mundo vão se reunir em Japaratinga