Banco de Sangue do HU concentra coletas pela manhã


06/04/2009 10h40 - Atualizado em 13/08/2014 às 00h39

 Tâmara Albuquerque – assessora do HU

O Banco de Sangue do HUPAA reduziu o horário para receber doadores. A coleta de sangue só está funcionando no período das 7:30 às 11h nos cinco dias úteis da semana, uma mudança implantada para adequar o setor às exigências da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Segundo explica a coordenadora do Banco de Sangue, Verônica Guedes, o setor não dispunha de quantitativo suficiente de funcionários para prestar assistência adequada ao doador nos dois horários. A Anvisa preconiza a presença de um técnico qualificado para cada grupo de dois doadores. Com a concentração da atividade de coleta num único horário é possível funcionar com o padrão estabelecido pela Agência e garantir o atendimento de qualidade.

O Banco de Sangue também passou por uma reforma geral para adequar sua estrutura às normas da Anvisa. A reforma envolveu os setores de expurgo, lavagem, preparo de materiais, área de serviço e capela de fluxo laminar, e foi executada com recursos próprios da ordem de R$ 30 mil. O setor também ganhou cadeiras específicas para acomodar o doador no memento da coleta.

Estoque

A redução no horário de coleta do Banco de Sangue não deve gerar nenhum prejuízo para o estoque, pois a maioria das doações acontece tradicionalmente pela manhã. Sobre o estoque, Verônica Guedes enfatiza a necessidade de mais doações para atender à demanda. No mês de fevereiro foram realizadas 139 doações de sangue e 196 transfusões, principalmente para recém-nascidos internados na UTI Neonatal. Hoje, o estoque é de 74 bolsas, das quais apenas cinco são de sangue com hemácias do tipo Rh negativo.

Hospital volta a realizar tomografias

O Hospital Universitário voltou a realizar exames de tomografia computadorizada, após três semanas de suspensão da oferta em função de problemas no sistema de informação do tomógrafo. O serviço de tomografia do hospital atende a 450 pacientes por mês, em média e muitos deles com mais de um tipo de exame. Segundo o radiologista Everton Queiroz, desde que o hospital inaugurou o serviço, em junho de 2002, mais de 15 mil e 300 pacientes já foram atendidos. Os exames mais solicitados são: tomografia de crânio, abdome, coluna e tórax. O HUPAA é o único serviço no Estado a fazer tomografia com anestesia em crianças. O exame, de alta complexidade, é importante para evidenciar patologias nos órgãos internos, permitindo a visualização de lesões.

Leia também: Grupo de Estudo de Nefrologia ajuda a prevenir Cálculo Renal