Estudantes ajudam a preservar a história de Penedo


26/02/2009 09h28 - Atualizado em 13/08/2014 às 00h13
context/imageCaption

equipe do projeto

O Curso de Biblioteconomia desenvolve um importante projeto de resgate histórico e cultural no município de Penedo, coordenado pelos professores Rosaline Mota e Marcos Aurélio Gomes, mestres em Biblioteconomia. O projeto está sendo realizado junto à Fundação Casa do Penedo e possui a missão de diagnosticar, revitalizar, preservar e disponibilizar ao povo penedense e a comunidade de pesquisadores em geral, o rico acervo acumulado ao longo dos anos pelo Dr. Francisco Alberto Sales, diretor e fundador da Casa do Penedo.

O projeto conta com a participação de 12 alunos do Curso de Biblioteconomia da Ufal que, voluntariamente, abraçaram a causa. As atividades do grupo tiveram início em julho de 2008 com a primeira viagem ao local. Na ocasião, foi elaborado o diagnóstico situacional e foi possível verificar que o acervo é constituído por uma média de 400 mil itens documentais, distribuídos em livros, documentos jurídicos, registros sonoros, iconográficos, entre outros.

Na terceira semana de fevereiro desse ano, mais uma visita foi feita ao local no sentido de realizar com os alunos o treinamento do Software Pergamum (software de gerenciamento de bibliotecas). O treinamento foi ministrado pelo Bibliotecário e Especialista Cirineo Zerene da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR). Também contou com a participação da bibliotecária Niliane Aguiar, contratada pela Fundação para acompanhar e assessorar as atividades de processamento técnico do acervo.

“Este importante projeto faz parte de um maior, que é a criação do Centro de Referência e Museu do Homem do São Francisco. É uma importante vivência não só para os discentes e docentes envolvidos no projeto, mas, sobretudo, para o resgate da história e da cultura de Penedo”, enfatiza Rosaline.

O projeto continua e os estudantes farão novas viagens aproveitando feriados e finais de semana, tendo como objetivo a concretização do sonho de proporcionar à comunidade não só o acesso rápido aos materiais, mas também um ambiente adequado e agradável à realização de estudos e pesquisas.