Agentes de Comunicação vão atuar em Arapiraca


12/02/2009 09h24 - Atualizado em 13/08/2014 às 00h10
context/imageCaption

Prof. Márcio Santos (de azul) e prof. Cícero Gomes

O Campus Arapiraca e Pólos iniciam esse semestre letivo com uma novidade: a implantação do Projeto Agentes de Comunicação,  coordenado pela Ascom. O projeto objetiva divulgar a produção científica do campus do interior.

Para a implantação do projeto, que vai contemplar agentes de 16 cursos de graduação, esteve esta semana, em Arapiraca, uma equipe da Assessoria de Comunicação da Ufal, que se reuniu com alguns coordenadores de cursos para  consolidar a importante parceria entre os campi. Segundo a coordenadora da Ascom, Márcia Alencar, o projeto constitui-se em uma ferramenta de interação entre o trabalho desenvolvido pela Ascom com o conjunto da instituição e do público externo. “A interiorização da Ufal exige uma ampliação do setor de comunicação e o projeto  foi pensado e elaborado com essa finalidade, envolvendo diretamente a comunidade acadêmica da instituição”, enfatiza Márcia.

Com a implantação do projeto, os agentes de comunicação atuarão como fontes jornalísticas, alimentadas por meio de um fluxo de informação interativa, potencializando o trabalho da Ascom na divulgação da Ufal. “É preciso deixar bem claro,  diz Márcia, que os agentes  não realizarão nenhum trabalho jornalístico, até porque seria ilegal do ponto de vista da legislação; eles atuarão como fontes de notícias, repassando-nos as informações”, explica a coordenadora.

Para o professor Márcio Santos, coordenador do curso de Agronomia de Arapiraca, o projeto vai possibilitar a divulgação do trabalho realizado no Campus do interior, nas áreas de ensino, pesquisa e extensão. “É preciso que a sociedade saiba o que estamos fazendo, para entender o  verdadeiro papel da Universidade no desenvolvimento sócio-econômico da região”, enfatiza o coordenador.

A coordenadora  do curso de Educação Física, Vannina de Oliveira Assis, afirma que o Campus Arapiraca só tem a ganhar com o projeto Agentes de Comunicação. “Dentre todos os benefícios, o projeto  estreitará laços com o campus Maceió e vai ser importante para a troca de informações entre esses dois campi, principalmente sobre o que acontece em cursos oferecidos nos dois, como o de Educação Física”, ressalta Vannina.

O coordenador do curso de Matemática, José Arnaldo dos Santos, diz que o projeto vai dinamizar as ações de pesquisa.  “O Campus vai sair do anonimato e passaremos também a conhecer e acompanhar o que está se produzindo internamente”, afirma o professor.

Considerando também importante mostrar para a sociedade a produção científica do Campus do interior, Cícero Gomes, coordenador do curso de Zootecnia,  tem certeza  que a comunidade acadêmica colaborará para que o projeto alcance seus objetivos. “Tenho certeza que toda a comunidade acadêmica, do campus Arapiraca e seus pólos, se empenhará para o dinamismo desse trabalho articulado pela  Assessoria de Comunicação da Ufal”, diz Cícero.   

A coordenadora da Ascom, Márcia Rejane Alencar, afirma que essa ação de comunicação, implantada esta semana em Arapiraca e Pólos, se dará também no futuro campus do Sertão. ”A universidade vem crescendo muito e precisamos acompanhar esse crescimento. Cada vez mais há a necessidade de interação entre a comunidade acadêmica dos diversos campi para a eficiência de um trabalho que tem como publico alvo a sociedade”, diz a coordenadora.