Acertados últimos detalhes do Mestrado Interinstitucional


08/01/2009 11h38 - Atualizado em 12/08/2014 às 23h52
context/imageCaption

Josealdo Tonholo, (ao centro) pró-reitor de Pós-graduação e Pesquisa

Representantes do Cefet-Pe e do Centro de Educação da Ufal reuniram-se terça-feira, 7, com o vice-reitor Eurico Lôbo, para fechar o cronograma do Mestrado Interinstitucional (Minter) em Educação Brasileira, que atenderá o Centro Federal de Educação Tecnológica de Pernambuco.

Com mais esse Projeto, o Cedu terá este ano mais 60 mestrandos, 40 regulares e 20 do Cefet-Pe, totalizando 154 alunos. Mas ainda há outros números relevantes: “o Cedu vai fazer sua centésima defesa em sete anos da existência do Programa de Pós-graduação em Educação (PPGE); isso é motivo de muita alegria e comemoração”, destaca o professor Luis Paulo Mercado, coordenador do PPGE.

Segundo o vice-reitor Eurico Lôbo, esta é a primeira oportunidade que a Ufal está tendo de exportar seus conhecimentos. “Temos sido reconhecidos pela qualidade de nossos programas de pós-graduação, temos apresentado excelentes defesas, mas ainda temos o desafio de expandi-las, fazendo com que elas alcancem também a comunidade externa e não fiquem restritas à Universidade”, ressaltou o vice-reitor.

Durante a reunião, a professora Sofia Brandão, diretora de pesquisa do Cefet-Pe, falou da satisfação em ter a Ufal como parceira. “O Cefet só tem a agradecer a Ufal por ter abraçado esse Projeto conosco. Já temos um Minter em Engenharia Elétrica, mas esse em Educação sempre foi muito esperado por todos nós. Este Minter é um marco para nós e temos certeza que será um grande sucesso”, disse Sofia Brandão.

As inscrições, restritas a professores do Cefet-Pe, deverão ser feitas entre os dias 9 e 13 de fevereiro, sendo os resultados homologados e divulgados, através dos sites da Propep e do Cefet-Pe, no dia 27 de fevereiro. A aula inaugural do curso será no dia 17 de abril, em Recife, e terá como tema “Impacto dos programas Minter e Dinter na estruturação do sistema de Educação Tecnológica e o efeito da Solidariedade nas avaliações”.

O PPGE da Ufal teve a proposta de Minter aprovado pelo Conselho Técnico Científico da Capes, ficando em 4º lugar, dentre os oito aprovados. A justificativa da criação desse Minter está no fato dos Cefets estarem ampliando a oferta de cursos de graduação e necessitarem, portanto, ter seus docentes capacitados em nível de pós-graduação stricto sensu. O curso se estende até março de 2011.

Rose Ferreira - Assessoria da Ufal