Lançado Programa "Ufal Conectada: inspirando inovação”

Iniciativa prevê estreitar a distância entre instituição, docentes, técnicos, estudantes e a sociedade
Por Paulo Canuto - estudante de Jornalismo
08/04/2020 20h56 - Atualizado em 20/05/2020 às 16h26
context/imageCaption

Em tempos de distanciamento social, modo de trabalho home office ou teletrabalho, medidas preventivas das mais variadas e decretos visando conter ao máximo o avanço do novo coronavírus (covid-19), diversas instituições estão tendo que reinventar o modo de atuação e a internet tem sido uma ferramenta extremamente eficaz nesse sentido. Pensando em contribuir para a formação da comunidade acadêmica e também da sociedade em geral, a Universidade Federal de Alagoas lança o programa Ufal Conectada: inspirando inovação, que busca, entre outras cosias, articular uma série de cursos e eventos no formato de Educação a Distância (EAD).

Foi durante webconferência, realizada nesta quarta (8), que o reitor Josealdo Tonholo fez o lançamento oficial do Ufal Conectada: inspirando inovação. Mas toda engrenagem para concretizar esse programa está sendo desenvolvida pelas pró-reitorias de Graduação (Prograd), Extensão (Proex); de Pesquisa e Pós-graduação (Propep); e de Gestão de Pessoas e do Trabalho (Progep), em parceria com Coordenadoria Institucional de Educação a Distância (Cied) e com o Núcleo de Tecnologia da Informação (NTI).

Essa ação é fruto do Grupo de Trabalho Educação Mediada por Tecnologias, criado pelo reitor Josealdo Tonholo, por meio da Portaria 438/2020, para discutir e promover ações de formação. Esse GT surgiu para manter a Ufal ainda mais viva nesse período de afastamento social, causado pelo risco de contaminação pela covid-19, e para garantir a contribuição acadêmica e social da principal instituição de ensino superior do Estado de Alagoas. 

Ao tempo em que lamentou o contexto de pandemia pela qual passa o Brasil e diversos países mundo afora, o reitor foi firme em afirmar que a iniciativa do uso das tecnologias nas ações acadêmicas e administrativas, fortalece a cultura digital e deve fazer parte da rotina da realidade da Universidade. "Que esses meios digitais tenham um uso mais corriqueiro com a responsabilidade e a qualidade que sempre caracterizou as ações da Ufal. Não dá mais para pensar que EAD é fuga da sala de aula; não dá para pensar que ações desse tipo são um esforço desnecessário”, destacou Tonholo, ressaltando a importância do GT - Educação Mediada por Tecnologias: "Parabéns a toda equipe pelo trabalho que está sendo feito".

As atividades do Ufal Conectada: inspirando inovação foram iniciadas esta semana com a Webconferência Docência em tempo de isolamento social: do planejamento à prática, ministrada pelo professor José Moran, da Universidade de São Paulo (USP), e pela professora Dênia Falcão, da Inova Práticas Educacionais, de Santa Catarina. Esse evento foi transmitido pelo Youtube, teve perto de 600 participantes inscritos, e abriu a programação e as atividades do GT.

O programa também busca a ampliação do uso das tecnologias digitais da informação e comunicação para a área administrativa da Universidade, de forma a possibilitar maior flexibilidade e fluência nas atividades e tarefas do dia a dia dos setores. Durante a webconferência desta quarta (8) foi divulgado que alguns bons resultados estão sendo experimentados, inclusive nesse momento em que se ampliou o trabalho fora de sede em vários setores, em decorrência da pandemia.

A programação dos próximos cursos e webconferências segue durante todo o período em que a Ufal estiver em Estado de Emergência.