Trabalho da Ufal é escolhido como inovador para o ensino em contexto de pandemia

Metodologia utilizou tecnologias digitais para o ensino da Educação Física e propõe aplicação em diferentes modalidades de ensino
Por Manuella Soares - jornalista
20/07/2020 16h19
context/imageCaption

Professor Luís Paulo Mercado

Uma experiência desenvolvida com uma turma do curso de Educação Física da Ufal foi premiada e virou referência para o ensino no contexto de pandemia. O trabalho foi feito pelo professor Luís Paulo Mercado, que participou da chamada pública da Fundación Carolina (Espanha) e foi um dos escolhidos entre 46 inscritos na convocatória.

Com a pandemia de covid-19 as universidades sofreram mudanças rápidas e a chamada pretendia conhecer e analisar como os sistemas de ensino superior ibero-americanos estão respondendo ao impacto dessa crise. A questão foi levantada do ponto de vista da reflexão acadêmica e da cooperação internacional, para saber quais seriam as propostas inovadoras para incorporar novas tecnologias e a aplicação de modelos de formação virtual.

“A experiência que apresentei, realizada no contexto do curso de Educação Física da Ufal trazia as possibilidades da educação online e da educação híbrida, o que permite ser implementado em outras práticas formativas no ensino superior e nas escolas da educação básica”, contextualizou Mercado.

O trabalho aprovado descreve as possibilidades pedagógicas da utilização das Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação (TDIC) na Educação Física e enfatiza a importância de inseri-las no currículo do curso. Mercado conta que a experiência foi feita durante uma disciplina ministrada no primeiro semestre da licenciatura. “Experienciamos os três cenários: presencial no laboratório de informática; híbrido, na autoria, produção e testagem dos conteúdos pelos estudantes e publicação nos seus blogs; e online, nas produções disponibilizadas nos blogs e interações feitas nesses canais e whatsapp. A principal contribuição deste estudo está na metodologia e nos conteúdos que estão disponibilizados no blog da disciplina e dos estudantes”, explicou.

A comissão avaliadora utilizou os critérios de maior interesse, relevância, caráter inovador e qualidade científica para selecionar os trabalhos que agora estão publicados em acesso aberto digital e difundidos nas redes institucionais e acadêmicas da Fundación Carolina. O estudo do professor Mercado está acessível no Repositório Digital de Publicaciones Científicas em espanhol Dialnet. Confira a versão completa aqui.

A Fundación Carolina planeja a organização de um seminário virtual para a apresentação e debate dos trabalhos selecionados.

Sobre a experiência na Ufal

A disciplina ministrada pelo professor Mercado no primeiro semestre do curso de licenciatura de Educação Física da Ufal estuda a importância das TDIC na educação, as potencialidades pedagógicas e os desafios de introduzir as novas tecnologias na prática educativa e suas relações nos espaços de aprendizagem.

A principal abordagem é o uso das TDIC que trata do conhecimento da cultura corporal como linguagem, introduz e integra o estudante na cultura corporal de movimento, a partir dos conteúdos estruturantes: esportes, jogos, lutas, ginásticas, atividades rítmicas, expressivas, entre outros.

“O estudo descritivo-exploratório relata as estratégias didáticas desenvolvidas pelos estudantes na disciplina, envolvendo a utilização de TDIC como recurso metodológico para uso em atividades remotas e presenciais em laboratório de informática na escola ou em espaços com uso de telefonia móvel”, ressaltou o professor.

A metodologia envolveu atividades práticas utilizando recursos da internet com textos e atividades de referência para discussão a partir do material disponibilizado no blog da disciplina. Os alunos também criaram páginas virtuais para publicar seus trabalhos e recorreram a revistas e jornais online, construíram infográficos, cartilhas digitais com histórias em quadrinhos, webgincanas, jogos online e mapas conceituais.

De acordo com Mercado, todas as atividades trabalhadas podem ser adaptadas para o ensino online emergencial atual, o que caracterizou a proposta como inovadora para o contexto de pandemia.