Professor dará aulas gratuitas de Matemática em preparação para o Enem

Gabriel Badue apresenta aulas por meio de vídeos, saída em época de aulas não presenciais
Por Janyelle Vieira - estagiária de Jornalismo
25/05/2020 14h56 - Atualizado em 09/06/2020 às 13h19
context/imageCaption

Professor Gabriel Badue

A fim de facilitar o acesso à educação aos alunos que apresentam condições de vulnerabilidade social e que irão passar pelo Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), diversos projetos preocupados com a justiça e inclusão foram criados e as aulas virtuais se tornaram uma realidade na vida escolar de diversos estudantes durante a pandemia de covid-19. 

Na semana passada o Ministério da Educação (MEC) decidiu adiar as provas, que deverão ser aplicadas no fim deste ano ou início do próximo. Contudo, as aulas virtuais preparatórias foram mantidas. Neste contexto, o professor Gabriel Badue, da Universidade Federal de Alagoas, apresenta uma programação totalmente gratuita que prevê a discussão de conteúdos e resoluções de questões de Matemática utilizando plataformas como Instagram e Youtube. O programa, lançado  no último dia 19, visa diminuir os prejuízos para a preparação das provas que grande parte dos  jovens estão tendo.

As aulas ao vivo acontecerão às sextas-feiras pelo canal do YouTube. No Instagram, postagens diárias com conteúdo de Matemática voltado para o Enem são publicadas. Segundo Badue, a escolha das plataformas se deu após um breve levantamento. “Identificamos que apesar das dificuldades que muitos dos jovens têm com relação ao acesso a computadores e internet, eles conseguem acessar tais redes devido a suas inclusões nos planos de dados das operadoras de telefonia móvel” explica.

O docente ainda salienta dados que exibem as desigualdades sociais entre os estudantes. “Entre os participantes do último PISA, nosso país está entre os que apresentam a maior diferença de desempenho entre alunos ricos e pobres e cerca de 42% dos inscritos na prova não tem computador em casa, índice que em alguns estados do norte e nordeste chega próximo a 70%” apresenta.

Mais informações podem ser encontradas no site.