Comunidade acadêmica lamenta morte da professora Iasmin Duarte

Ela ocupava o cargo de diretora da Faculdade de Medicina
Por: Ascom Ufal - 22/05/2020 às 16h51 - Atualizado em 22/05/2020 às 18h40
context/imageCaption

Iasmin Duarte estava à frente da direção da Faculdade de Medicina

É com profundo pesar que a Universidade Federal de Alagoas  informa sobre o falecimento da professora Iasmin de Albuquerque Cavalcanti Duarte, na tarde de hoje (22). A docente, que também foi diretora da Faculdade de Medicina, estava internada com covid-19, no Hospital Memorial Arthur Ramos desde o dia 15 de maio.

Referência em pediatria, Iasmin Duarte era professora associada da Faculdade de Medicina da Ufal. Especializou-se em Fisiologia e em Pediatria, atuando principalmente em crescimento, estado nutricional e puericultura. Também era doutora em Medicina Tropical, pela Universidade Federal de Pernambuco. Desde 2018, ocupava o cargo de diretora da Faculdade de Medicina.

O sepultamento ocorrerá às 18h, no Campo Santo Parque das Flores. Devido à pandemia de covid-19, não haverá velório e a presença no enterro fica restrita a membros da família.

Neste momento de dor e saudade, a Ufal transmite seus sinceros sentimentos aos amigos e familiares.

Servidores da Ufal lamentam o falecimento da docente

A Reitoria decretou luto oficial de três dias pela perda da docente. O reitor Josealdo Tonholo e a vice-reitora Eliane Cavalcanti se manifestaram pela perda da professora.

“Estamos todos muito tristes. Perdemos um ser de luz! A Ufal está em luto! A classe médica de Alagoas perde uma referência. Nós perdemos uma amiga!”, afirmou o reitor.

“Lamentável a partida da professora Iasmin. Estou muito triste mesmo, sem chão. Enfim, jamais esquecerei seu olhar carinhoso e seu jeito afetuoso. Sentirei muita falta dela”, lamentou a vice-reitora da Ufal, Eliane Cavalcanti.

Diana Monteiro, jornalista da Universidade, relembrou o empenho da professora Iasmin para a construção da Unidade Docente Assistencial da Ufal, que deixa como um legado para a sociedade alagoana. “Uma lamentável perda! Uma guerreira".

O coordenador do curso de Medicina, Davi Buarque, falou sobre a perda da colega de profissão: “Difícil expressar a dor que sentimos neste momento. Iasmin sempre foi querida por todos, um farol em meio a um mundo difícil. Conciliadora, prestativa, alegre e outros tantos adjetivos que não caberiam nestas poucas linhas. Seu sorriso sempre foi sua marca e permanecerá em nossas mentes e corações. Nos resta agradecer, diariamente, por termos convivido com um ser humano tão especial. Que descanse em paz e que possamos ser consolados em nossa fé”.

O ex-aluno do curso de Medicina, José Edvilson Castro Brasil Jr., também fez homenagem à professora Iasmim: "Adeus, mestra, com carinho. Há 6 meses, o mundo começou a viver um pesadelo. Estava longe, foi chegando perto, perto, perto, e chegou em nós. Nas nossas cidades, bairros, prédios, casas. No início, eles não têm cheiro, cor, rosto. São "casos". Tantos casos suspeitos, tantos confirmados tantos óbitos. Hoje, de verdade, para mim e para muitos, um número ganhou um rosto. Um rosto que sempre tinha um sorriso disponível. Que não se abatia com dificuldades, que tinha uma palavra amiga guardada para situações difíceis. E uma voz doce pra dizê-las. Dra. Iasmin de Albuquerque Cavalcanti Duarte. Eu a conheci em 1994, no segundo ano do curso, minha professora de Fisiologia. Depois, a reencontrei na Pediatria. Nunca paramos pra fazer essas contas, mas tive a felicidade de conhecer sua luz há 26 anos. Nos reencontramos novamente em 2018, quando entrei no mestrado da Ufal. O mesmo sorriso estava lá pra me receber, já como diretora da Faculdade de Medicina. Desde que soube de sua internação, me inquieto. Sabia que os números ganhariam rostos, só não esperava esse rosto. Alguém distante, mas querido. E esses também doem. Hoje, recebemos a notícia. E o meio médico se faz de luto hoje. Perdemos uma pessoa linda para a covid-19. Em algum lugar, pra quem crê, ela deve estar querendo nos ajudar, como sempre. Siga em paz, professora. Receba o carinho daqueles a quem você ajudou a ser o que são hoje. Nós, que ficamos, guardamos a saudade e seus ensinamentos. Principalmente o de ter o sorriso no rosto. Hoje, nosso sorriso é triste, pela sua partida. Preocupado pela situação. Mas sabemos que o tempo que passou aqui conosco valeu a pena. Somos o seu legado. Os muitos formados com sua contribuição e os que ainda eram seus alunos, agora órfãos de alguém especial. Obrigado, professora!".

A professora da Famed, Rozangela Wizorsmiska, que reitora honorária da Uncisal e ex-secretária de Estado da Saúde, lamentou a perda amiga. "Iasmin foi umas das pessoas mais doces que eu conheci na vida. Era calma, bondosa, maravilhosa! Ela adorava a Ufal e seus alunos", afirmou.

Recentemente a professora Iasmin foi entrevistada pela Ascom Ufal para dois momentos importantes da Universidade: os setenta anos da Faculdade de Medicina e a colação de grau dos novos médicos. Confira nos links.

Leia, abaixo, a nota da Faculdade de Medicina da Ufal:

Com profunda tristeza, a Faculdade de Medicina informa sobre o falecimento de sua diretora, a professora Iasmin de Albuquerque Cavalcanti Duarte, hoje, dia 22 de maio de 2020.

Poucas pessoas podem ser consideradas uma unanimidade e a professora Iasmin era uma delas: respeitada, admirada e amada por todos.

Hoje a Famed perde aquela que considerava uma mãe.