Consuni aprova prorrogação de prazo para curricularização da Extensão

Solicitação foi feita por diretores de Unidades Acadêmicas das áreas da Saúde e de Tecnologia
Por Ascom Ufal
04/03/2020 11h45 - Atualizado em 04/03/2020 às 13h48
context/imageCaption

Plenária do Consuni

A sessão ordinária do Conselho Universitário (Consuni), realizada na terça-feira (3), debateu a solicitação de diretores de Unidades Acadêmicas Universidade Federal de Alagoas sobre a prorrogação de prazo para curricularização da extensão e a reformulação dos projetos pedagógicos dos cursos.

A solicitação foi feita pelos diretores da Faculdade de Nutrição (Fanut), do Instituto de Ciências Farmacêuticas (ICF), da Faculdade de Medicina (Famed), da Escola de Enfermagem (Eenf), da Faculdade de Odontologia (Foufal), do Instituto de Psicologia (IP), do Instituto de Educação Física e Esporte (Iefe) e do Centro de Tecnologia (Ctec)

A curricularização das atividades de extensão em todos os cursos de graduação da Ufal foi aprovada no dia 19 de fevereiro de 2018, com prazo para implantação até 19 de fevereiro deste ano. “Boa parte dos cursos da universidade já revisaram os projetos pedagógicos e incorporaram a carga horária de Extensão ao currículo, mas ainda temos algumas unidades precisando de mais tempo para se adaptar”, ponderou Amauri Barros, pró-reitor de Graduação.

Segundo o pró-reitor, as principais dificuldades para organizar as atividades de extensão são encontradas nos cursos noturnos. “Os cursos das áreas de Saúde e as Engenharias também precisam de mais tempo. A questão foi debatida no Fórum dos Diretores de Unidades Acadêmicas. Propomos a formação de um grupo de trabalho, liderado pela Pró-reitoria de Extensão, para fazer essas adequações”, garantiu Amauri.

O reitor Josealdo Tonholo ponderou que, na área de Saúde, por exemplo, os cursos de Medicina, Odontologia e outros, fazem uma grande quantidade de atendimentos por ano à população. “Para esses cursos, que já lidam diariamente com a comunidade, vai ser preciso diferenciar o que é atividade de ensino e o que é projeto de extensão. A peculiaridade de cada área deve ser avaliada nesse processo, para atender as regras da curricularização”, destacou.

Após várias intervenções dos conselheiros, foram aprovados, por unanimidade, os seguintes prazos: as reformulações dos projetos pedagógicos devem ser concluídas até final de setembro, para serem encaminhados para o parecer da Prograd e da Proex. O debate na Câmara Acadêmica deve ser realizado em outubro, para que a pauta possa ser apreciada no Consuni ainda este ano.

O pró-reitor de Extensão, Clayton Santos, que estava em atividade institucional em Brasília, considerou importante a decisão do Consuni. “A curricularização é uma medida necessária, porém, alguns cursos tiveram dificuldades de implementar o modelo aprovado pela Ufal. Queremos fazer essas adaptações sem açodamento, buscando flexibilizar alguns pontos, para que a Extensão possa ser incluída de forma produtiva e eficiente em todos os cursos, para que o nosso aluno seja beneficiado”, finalizou Santos.