Professor Célio Rodrigues é o novo superintendente do HU

Ampliação dos atendimentos e redução das filas são algumas das prioridades apontadas pelo gestor
Por Thâmara Gonzaga – jornalista
05/02/2020 18h06 - Atualizado em 07/02/2020 às 15h50
context/imageCaption

Novo superintendente do HU Ufal, Célio Rodrigues (Foto: Thiago Prado)

O médico e professor da Universidade Federal de Alagoas, lio Fernando de Sousa Rodrigues, é o novo superintendente do Hospital Universitário (HU) da Ufal. A portaria com a nomeação foi publicada nessa segunda-feira (3) pelo presidente da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), Oswaldo Ferreira.

Com mestrado e doutorado na área de Ciências, Rodrigues é lotado no Instituto de Ciências Biológicas e da Saúde (ICBS). Já atuou como coordenador de Pesquisa da Ufal, presidiu o Centro de Estudos, hoje, Direção Acadêmica, do Hospital Geral do Estado (HGE), além de ter experiência em gestão e atendimento em unidades hospitalares.

Ao falar sobre as prioridades de trabalho no HU, o superintendente destacou a ampliação dos atendimentos e a redução de filas. Temos a expectativa de reabrir ou ampliar alguns serviços que estão com dificuldades, em muitos casos, por falta de pessoal”, disse. Ele explicou a necessidade de “um estudo para avaliar se há possibilidade de redimensionamento ou redistribuição de pessoal, para que alguns serviços funcionem”. Como alternativas, citou a possibilidade de “fazer novas contratualizações com a Secretaria [Estadual] de Saúde”.

Um dos objetivos da nova equipe gestora, apontou Rodrigues, é ampliar o horário de atendimento do Centro de Oncologia (Cacon). “Atualmente, só abre ate as 19h. O objetivo é que funcione 24h, pois pacientes internados que não têm condições de ir para casa”, explicou. Ele também indicou a necessidade de reformas para colocar novos equipamentos. “Nós estamos para receber o acelerador linear para o tratamento de pacientes com câncer e uma das prioridades é fazer o ajuste do local onde esse aparelho vai ficar. É um equipamento de ponta, o único em um hospital totalmente público em Alagoas”, destacou.

Rodrigues também defendeu a referência da unidade enquanto hospital – escola. Quero dizer à comunidade universitária que o hospital é nosso e pertence à academia”. Ele ressaltou que, “o ensino, a pesquisa e a extensão fazem parte da rotina do lugar. Essas são algumas das razões dele existir, foi para isso que foi construído. Então, ele funciona de uma forma diferente quando comparado a outras unidades de saúde: há estudantes e professores circulando a todo momento”.

Ao defender a importância dos serviços prestados pelo HU da Ufal, o superintendente afirmou que “a meta é cuidar das pessoas da melhor forma”. “Queremos dizer para a população que o hospital sempre teve muito carinho pelo público que atende. Temos profissionais de excelência,  muito capacitados, e vamos buscar, de todas as formas ao longo desses anos, melhorar, reestruturar”, disse. E acrescentou: “Eu digo que o hospital é um lugar onde as pessoas devem se sentir acolhidas, bem tratadas e conseguir atendimento. Obviamente, não conseguiremos resolver o problema de todo o estado, embora o HU atenda todos os municípios alagoanos. Somos referência em média e alta complexidade, mas é uma demanda imensa”. Ele reforçou que vai tentar pactuar parcerias com a Secretaria de Saúde para melhorar o atendimento, diminuir as filas e o que não puder ser resolvido no hospital da Ufal que seja atendido em outra unidade, pois doença não pode esperar”.

Transição no HU e agradecimento à professora Regina Maria dos Santos

O superintendente lio Fernando de Sousa Rodrigues destacou o processo de transição no Hospital Universitário, considerado “tranquilo”, e agradeceu o trabalho realizado pela professora Regina Maria dos Santos. Quero agradecer à professora Regina e equipe que esteve à frente do hospital nesses últimos anos”, reconheceu o novo superintendente.

Regina Maria dos Santos é doutora em Enfermagem e professora da Escola de Enfermagem e Farmácia (Esenfar) da Ufal há mais de 40 anos. Ela assumiu a superintendência do HU em junho de 2017 e encerrou sua gestão em fevereiro com a nomeação de Célio Rodrigues.