Consuni aprova relatórios de gestão da CPA e do HU

Conselheiros parabenizaram as ações desenvolvidas por ambas gestões
Por: Pedro Vianna - estagiário de Jornalismo - 06/06/2019 às 13h17 - Atualizado em 06/06/2019 às 15h04
context/imageCaption

Sessão do Consuni do dia 4 de junho

O Relatório de Gestão dos anos 2017 e 2018 da Comissão Própria de Avaliação Institucional da Ufal (CPA) foi apresentado na última sessão ordinária do Conselho Universitário (Consuni), na terça-feira (4). O documento foi aprovado por unanimidade pela banca de conselheiros. No mesmo dia também foi apresentado e aprovado o Relatório de Gestão de 2018 do Hospital Universitário Professor Alberto Antunes (Hupaa), que é gerenciado pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh). 

Para apresentar o relatório da CPA, a reitora Valéria Correia convidou a procuradora Educacional Institucional e representante da Gestão, Jusciney Carvalho, que explicou a funcionalidade da autoavaliação adotada pela Ufal. Segundo ela, foi levada em conta a necessidade da comunidade universitária conhecer a Comissão, como e para quê atua dentro da Universidade. 

Esse fortalecimento da CPA no quesito reconhecimento na comunidade universitária foi tratado pontuando as medidas já tomadas, como a criação da página e do espaço físico, no prédio da Reitoria. “Quando fez o processo de recredenciamento [da Ufal], a comissão do MEC avaliou que a CPA precisava ter mais visibilidade dentro da instituição, pois muitos desconheciam o trabalho que ela desenvolve”, explicou Jusciney. 

Dentre as outras medidas de fortalecimento, a procuradora apresentou o envolvimento da CPA com as avaliações de cada curso, incluindo o Novo Projeto Pedagógico de Artes Cênicas, aprovado por unanimidade pelo Consuni. Os conselheiros parabenizaram o trabalho realizado e reforçaram o fortalecimento da identidade da Comissão na Ufal. 

Relatório do HU 

O Relatório de Gestão referente ao ano 2018 do Hospital Universitário/Ebserh foi apresentado pela superintendente do HU, Regina Santos. Segundo a reitora, a finalidade da apresentação era dar visibilidade ao que tem sido realizado no hospital. A alta demanda de atendimento foi levantada e comparada a outras regiões localizadas fora de Maceió. Foram citadas as atividades do ano em questão, além das situações financeira e administrativa do Hupaa. 

"As pessoas se perguntam por que o HU não sofreu o mesmo corte da Universidade. Na verdade é porque ele não é financiado pela mesma fonte, porém, a Ufal determina como funciona o ensino”, explicou Regina sobre o tipo de ligação entre a Ufal e o HU. 

Segundo a gestora de contratos, Rizonilda Costa, mesmo com a entrada da Ebserh, o HU continua sendo um órgão de apoio da Universidade. “A importância de apresentação desse relatório no Consuni é justamente para que a comunidade universitária tenha o conhecimento de como o hospital está sendo gerido”, pontua. 

Ao final, o relatório também foi apreciado pelos conselheiros, que parabenizaram a gestão de Regina Santos e a forma como ela conduz sua equipe. “O hospital tem dificuldades e desafios, mas é muito bom a gente observar no relatório de gestão o quanto de acertos, apesar das dificuldades e das dívidas, estão sendo realizados”, defendeu o vice-reitor José Vieira.