Ufal reforça medidas para economizar e manter funcionamento apesar dos cortes

Memorando foi encaminhado aos setores com orientações para evitar desperdício de água e energia
Por: Ascom Ufal - 17/05/2019 às 18h34 - Atualizado em 17/05/2019 às 18h38
context/imageCaption

Gestão da Ufal pretende alcançar economia de 5% a 10% no consumo

Diante do corte de 36% na verba de custeio e investimentos da instituição, a gestão da Ufal divulgou memorando solicitando apoio da comunidade universitária para combater o desperdício de água e energia. Segundo o texto do memorando, é preciso “ratificar a otimização e a aplicação dos recursos financeiros da universidade e de acordo com as diretrizes do Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica (Procel)”.

Entre as rotinas que devem ser adotadas estão: ligar o ar-condicionado às 9 h e desligar às 16h, poupando 2 horas por dia de consumo; utilizar o modo de espera e tela desligada, reduzindo em mais de 50% do consumo, ou desligar o computador no horário do almoço; ao sair do ambiente desligar impressoras, estabilizadores, scanners, impressoras e demais eletroeletrônicos.

Com relação à economia de água, entre as recomendações, destaca-se a solicitação para avisar a Superintendência de Infraestrutura (Sinfra) sobre qualquer vazamento e fechar bem as torneiras após o uso. “Todas estas ações têm um retorno de investimento bastante positivo e rápido em curto prazo, reduzindo desperdícios e ampliando a eficiência dos recursos de custeio da Ufal”, ressaltam os gestores.

Com as medidas, a gestão da Ufal pretende alcançar uma economia de 5% a 10% no consumo, “o que equivale a uma poupança mensal de aproximadamente R$ 55 mil a R$ 110 mil apenas com ações em poupança de água e principalmente uso de energia elétrica”, destaca o memorando. E finaliza ressaltando que “não gastar além do necessário, além de poupar recursos ambientais e financeiros, é uma nobre atitude cidadã”.

Consulte todas as orientações no memorando em anexo