Portal do Governo Brasileiro

Pesquisa da Ufal é selecionada em chamada internacional do Brics

Estudo é sobre transformação da biomassa em produtos químicos ou biocombustíveis
Por: Ascom Ufal - 24/09/2018 às 08h59
context/imageCaption

Estudo de um grupo do IQB/Ufal tem parceria com pesquisadores da Índia, Rússia e UNB. Foto: Renner Boldrino

A pesquisa sobre biomassa, coordenada pela professora Simoni Plentz Meneghetti, do Instituto de Química e Biotecnologia (IQB) da Ufal, é uma das selecionadas pela Chamada Brics STI Framework Programme Call 2017. Clique aqui para conferir o resultado.

Do total de 462 propostas submetidas, apresentadas por pesquisadores de vários países, 32 projetos em seis diferentes áreas temáticas foram selecionados, incluindo o projeto da Ufal que tem como título Desenvolvimento de métodos para a conversão catalítica integrada de biomassa em biocombustíveis e produtos químicos de valor agregado (ICP-BIO).

O estudo é do Grupo de Catálise e Reatividade Química (GCAR), do IQB, e envolve parceiros da Tver State University, Tver, Rússia e do Departamento de Química, Instituto de Química Tecnológica, de Mumbai, Índia. Além desses parceiros internacionais, a proposta tem parceria com o Laboratório de Materiais e Combustíveis (LMC), Instituto de Química (IQ), da Universidade de Brasília (UNB).

“Os principais objetivos do projeto conjunto são o desenvolvimento e a preparação de sistemas catalíticos nanoestruturados avançados para conversão de celulose ou derivados em biocombustíveis e produtos químicos de alto valor agregado”, explica a coordenadora da pesquisa, professora Simoni Meneghetti. “Para tanto, grupos formados por pesquisadores da Rússia, Brasil e Índia, com grande experiência na área de síntese e aplicação de catalisadores, irão explorar novas abordagens na concepção e preparação de sistemas catalíticos nanoestruturados seletivos e robustos”, destaca a docente.

Ainda de acordo com a pesquisadora, “o projeto selecionado busca investigar processos de transformação da biomassa ou seus resíduos em produtos químicos e biocombustíveis. Assim, teremos a valorização da biomassa por meio de processos sustentáveis e ambientalmente amigáveis, no escopo das rotas de biorrefinarias”.

Sobre o Brics

O Brics é composto por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul e se configura como uma importante força motriz para o crescimento econômico global e cooperação comercial.

A chamada, explica Meneghetti, foi um edital conjunto envolvendo os países do Brics, que visou, entre outros objetivos, “consolidar a cooperação científica e tecnológica entre o Brasil e os demais países integrantes do bloco”.