Fórum de Técnicos Administrativos debate Instruções Normativas

A 3ª edição do evento lotou o auditório da reitoria e teve a participação de técnicos e membros de outras universidades federais
Por Pedro Ivon – estagiário de Jornalismo
09/11/2018 12h10 - Atualizado em 12/11/2018 às 11h17
context/imageCaption

Fórum foi realizado no auditório da Reitoria. Foto: Renner Boldrino

Foi realizado na manhã desta quinta-feira (8), no auditório da Reitoria da Ufal, o 3º Fórum dos Técnicos Administrativos, com a pauta das normatizações e sistemas propostos pelo Ministério do Planejamento para a Administração Pública Federal.O evento foi organizado pela Pró-reitoria de Gestão de Pessoas e do Trabalho (Progep) e também teve atividades no período da tarde.

“O Fórum tem sempre como objetivo trazer informações para a nossa comunidade, aprofundar um pouco do que está acontecendo não só dentro da nossa universidade como também fora. Serão abordadas duas pautas: a Instrução Normativa número um do planejamento [01/2017], que fala sobre planos de gestão, e a Instrução Normativa número dois [02/2018], que fala sobre controle de frequência, flexibilização ”, explicou a pró-reitora Carolina Abreu.

Compuseram a mesa de abertura a reitora Valéria Correia e o vice-reitor José Vieira. A reitora mencionou a decisão do Supremo Tribunal Federal sobre a defesa da autonomia universitária e da liberdade de expressão dentro do ambiente acadêmico. “Para nós, que fazemos a Universidade Federal de Alagoas e 63 universidades federais, foi muito importante essa reafirmação do princípio constitucional que assegura à comunidade universitária, a liberdade de aprender, de ensinar, de pesquisar e de divulgar o pensamento, a arte e o saber, de modo a garantir o pluralismo de ideias e concepções de ensino”, afirmou a reitora.

O chefe da Divisão da Coordenação de Auditoria de Pessoal da Controladoria Geral da União (CGU), Amarildo José Leite, participou de uma das mesas do evento e falou sobre o programa de gestão e o ponto eletrônico, além de outros temas ligados ao órgão. Ao final da palestra os técnicos puderam fazer perguntas para esclarecer dúvidas.

Já no período da tarde, foram realizados relatos de experiências da Universidade Federal do Ceará (UFC) e da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), com a presença da pró-reitora de Gestão de Pessoas da UFC, Marilene Feitosa Soares e do pró-reitor adjunto da UFPB, Deivysson Harlem Pereira. E para aprofundar as discussões a respeito da IN 02/2018 MP, membros do Fórum de Gestores de Pessoas das Ifes (Forgep), mais especificamente os representantes das universidades do nordeste, participaram de uma reunião no dia seguinte ao evento.