Portal do Governo Brasileiro

Servidores tomam posse na Ufal para atuar em Maceió e Delmiro Gouveia

Do início do ano até o final de setembro foram 277 posses para reforçar o corpo técnico e docente
Por: Pedro Ivon – estagiário de Jornalismo - 05/10/2018 às 12h38 - Atualizado em 05/10/2018 às 12h38
context/imageCaption

Posse dos servidores no dia 2 de outubro

Foi realizada, na manhã da última terça-feira (2), no Gabinete da Reitora, a posse de cinco servidores, dos quais três são assistentes de Tecnologia da Informação, que serão lotados em Delmiro Gouveia, sede do Campus do Sertão da Ufal. Os outros dois são: um médico esportivo, que vai trabalhar no curso de Educação Física do Campus A.C. Simões e uma técnica em Enfermagem que foi designada para a Coordenação de Qualidade de Vida e do Trabalho (CQVT), setor ligado à Pró-reitoria de Gestão de Pessoas (Progep), em Maceió.

A posse de Alisson Tenório, Jonas Bernardo, Osvaldo Alves, Diogo de Alcântara e Lygia de Carvalho são as primeiras deste mês de outubro, mas somente este ano foram 277 posses, sendo 209 de docentes e 68 de técnicos administrativos em diversos cargos. “Dentre as ações iniciais da professora Valéria com o professor Vieira, uma das principais foi provocar uma reunião no Gabinete Reitoral com o DAP e a Progep para que fosse viabilizado o concurso e a consequente nomeação de todas as vagas ociosas existentes na Ufal”, comentou o diretor do Departamento de Administração Pessoal, Frederich Ebrahim. 

Confira as fotos das últimas posses, registradas por Renner Boldrino, na página oficial da Ufal no Flickr, onde é possível fazer o download das imagens com qualidade e de graça.

Reforço do corpo docente e técnico

Os processos de concursos fazem parte da política de gestão Nenhuma Vaga a Menos, que tem como objetivo garantir a reposição imediata das vagas, seja de aposentadorias ou outros. Viagens a Brasília chegaram a ser feitas para a obtenção de aprovação e liberação para a nomeação das vagas.

O resultado da ação pode ser vista no número de posses na gestão da reitora Valéria, com 275 em 2016, destes, 176 professores; e 354 no ano passado, com 199 posses de docentes.

A medida visa fortalecer a Universidade, que tem problemas quanto a espaços administrativos, ainda, carentes de servidores que potencializem a qualidade dos serviços prestados.