Herbário MAC faz parceria com professora do Ceca

Especialista pretende contribuir na produção de trabalhos sobre a flora das Unidades de Conservação de Alagoas
12/05/2016 às 14h56 - Atualizado em 13/05/2016 às 15h26
context/imageCaption

Herbário MAC faz parceria com professora do Centro de Ciências Agrárias da Ufal

Elayne Pontual - jornalista / IMA

Auxiliar na pesquisa e divulgação da flora alagoana. Esse é o objetivo da pernambucana Ana Paula Prata, botânica, doutora em taxonomia vegetal e professora do curso de agroecologia no Centro de Ciências Agrárias (Ceca) da Universidade Federal de Alagoas (Ufal).

A especialista tem realizado visitas periódicas ao Herbário MAC, do Instituto do Meio Ambiente (IMA), desde março de 2016 e pretende contribuir na produção de trabalhos sobre a flora das Unidades de Conservação do Estado. “O MAC tem muitos dados coletados, então o que fazer com essas informações? O meu papel agora é auxiliar na divulgação da flora do Estado”, disse.

Ana Paula reconhece a importância e a qualidade do Herbário MAC, considerando sua utilização essencial para o desenvolvimento de qualquer trabalho de cunho botânico em Alagoas. “É muito interessante os dados brutos do herbário pra conseguirmos informatizar e direcionar essas informações pra comunidade de uma forma geral”, explicou.

Segundo a especialista, em breve haverá também uma parceria entre o Herbário MAC e outros professores do Ceca: “O trabalho integrado facilita futuras publicações”, frisou. A curadora do Herbário MAC, Rosângela Lemos, enxerga na parceria uma grande oportunidade para a formação de recursos humanos.

“A Ana Paula é uma profissional com grande experiência na orientação de trabalhos florísticos e taxonômicos. Tem orientado alunos de graduação e pós-graduação em sua carreira, e tenho certeza que dará uma grande contribuição na formação de botânicos em Alagoas”, destacou.

Durante dez anos, Ana Paula foi professora da Universidade Federal de Sergipe (UFS), assumindo também a curadoria do herbário da instituição. Na oportunidade, participou ativamente nas pesquisas e publicações da área, coordenando inclusive a série Flora de Sergipe (FloSe), que até o momento conta dois volumes publicados.