Reitor Eurico Lôbo empossa três servidores para unidades de Maceió

Universidade mantém ciclo de renovação dos quadros técnico e docente

07/05/2015 13h57 - Atualizado em 07/05/2015 às 16h37
context/imageCaption

Reitor com novos servidores, representantes do DAP e Cied e coordenadores das unidades acadêmicas

Wende Evangelho – estudante de Jornalismo

Mais um capítulo no processo de renovação do quadro de servidores da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) foi escrito na tarde da última quarta-feira (6). O reitor Eurico Lôbo empossou dois servidores técnico-administrativos: Jacó Barros, lotado no Centro de Ciências Agrárias (Ceca), e Monique Godoi, que vai para Escola de Enfermagem e Farmácia (Esenfar).

Além destes servidores, houve a formalização da transferência de um servidor Carlos Tenório, do Departamento de Administração de Pessoal, que passará a exercer suas atividades na Coordenadoria Institucional de Educação a Distância (Cied), como programador audiovisual. Os coordenadores dos novos servidores marcaram presença na cerimônia, que foi conduzida pelo diretor do Departamento de Administração de Pessoal (DAP), Frederich Ebrahim.

O reitor Eurico Lôbo destacou como a Ufal tem crescido nas diversas áreas de atuação e em todos os três campi. "É sempre um prazer muito grande fazer esse momento de posse de servidores. A Universidade vem passando por um processo de renovação muito positivo", afirmou.

Esse mesmo sentimento foi reafirmado pelo novo programador audiovisual da Cied, Carlos Tenório, que enxerga na Ufal um importante mecanismo de desenvolvimento do Estado e acredita que trabalhar nessa instituição é uma oportunidade ímpar de participar do aperfeiçoamento da Universidade. “Estou muito alegre em participar de uma instituição que ajuda a melhorar Alagoas e tem se expandido tanto”, comemorou.

Esse processo de transformação também possibilitou o regresso de um ex-aluno e morador da Residência Universitária Alagoana (RUA), Jacó Barros, para o cargo de servidor na área administrativa do Ceca. Jacó tem uma história de 11 anos com a Ufal e está na sua segunda graduação. Bacharel em Jornalismo, agora ele se dedica ao curso de Direito. “Não poderia fazer a primeira graduação sem o auxílio da Universidade. Morei na RUA por quatro anos, vim do interior, Girau do Ponciano, e não tinha condições de me manter aqui inicialmente sem trabalho definido. A residência foi um bom lugar para estar e aproveitei bem essa oportunidade. Eu sempre sonhei em ser servidor da Ufal e agora quero fazer uma carreira aqui", relatou.

O reitor Eurico Lôbo atrela a aprovação de Jacó, por sua dedicação pessoal e pelo apoio da Pró-reitoria Estudantil (Proest). "É um sentimento de muita satisfação, ver um estudante que, mesmo tendo enfrentado condições adversas, ser de origem muito humilde, morador da nossa residência, conseguiu passar num concurso público. O esforço dele, o acolhimento e o acompanhamento de todos aqueles que compõem a nossa instituição fizeram com que esse jovem não só concluísse um curso de graduação, mas que, sobretudo, entrasse para o quadro de servidores efetivos da nossa Universidade. Por tanto, é um orgulho para todos nós", concluiu.