Comitê aprova Plano de Ações do Proford para 2015

Primeira ação do grupo será a busca por palestrantes para os próximos eventos

25/02/2015 18h21 - Atualizado em 02/03/2015 às 18h39
context/imageCaption

Em reunião, Comitê aprova Plano de ações do Proford para 2015

Jacqueline Freire – jornalista colaboradora

A Universidade Federal de Alagoas (Ufal) ainda está em recesso acadêmico, mas o Comitê de Avaliação e Acompanhamento (CAAP) do Programa de Formação Continuada em Docência em Ensino Superior (Proford), se reuniu na última terça-feira, 24 de fevereiro, para apresentar sugestões e trabalhar e validar as propostas do plano de ações para 2015.

Durante a reunião, cada membro do Comitê apresentou suas sugestões para finalizar e validar o plano Proford 2015. Segundo Vera Lúcia Santos, que integra o Comitê, a análise das ações foi concluída e agora o grupo fará um estudo da carga horária das atividades formativas e a pesquisa de ministrantes renomados para atuarem nas respectivas ações.

Para a próxima reunião, o Comitê visualiza a análise do projeto das atividades específicas para o novo docente, a serem integradas na programação geral do Programa de Inserção do Novo Servidor [PINS 2015.1]; do projeto do curso de atualização pedagógica em docência no ensino superior, que será dirigido aos novos docentes e aos docentes estáveis, além da programação do Fórum de Gestão Universitária, que será direcionado aos diretores e vice-diretores de unidade acadêmica da Ufal”, explica.

Segundo o Pró-reitor de Graduação e membro do Comitê, Amauri Barros, o Proford é um programa bastante jovem, mas que “já tem bons frutos na formação de professores”. O grupo deve estudar a oferta de cursos e eventos nos campi Arapiraca e Sertão, além do Campus A.C. Simões, em Maceió, sempre que possível, tendo em vista a dificuldade de locomoção que os docentes e gestores dos campi do interior enfrentam sempre que precisam participar desses eventos em Maceió.

Outro ponto de discussão foi a observância do calendário acadêmico no que se refere a atividades formativas que integrem docentes e gestores dos três campi.

Sobre o Comitê

Formado por professores e técnicos, o Comitê deve se reunir periodicamente para desenvolver ações que atinjam um número cada vez maior de docentes e promovam a integração entre os mesmos.