Mora na Filosofia tem programação para todas as sextas de setembro

Atividade acontece sempre no Youtube às 19h
Por Blenda Machado - estagiária de Jornalismo
02/09/2020 14h12 - Atualizado em 02/09/2020 às 15h10

Entre os dias 4, 11, 18 e 25, o Projeto de Extensão Mora na Filosofia da Universidade Federal Alagoas (Ufal), realiza encontros que acontecem às sexta-feiras, às 19 horas, no canal Mora na Filosofia.

Dia 4 de Setembro

A palestra intitulada: ‘’Sócrates e o Júri: Um Embate entre a Filosofia e a Polis’’ será ministrada pelo professor José André Ribeiro, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia Campus Salvador (IFBA).

Na programação, um breve exercício de análise sobre a Apologia de Sócrates, de Platão, para mostrar como uma estratégia retórica do autor é extremamente eficiente para defender a postura do filósofo diante da polis. Nesse caso, Platão encena um embate entre Sócrates e o júri ateniense, na medida que esse último estampa certa desconfiança com as afirmações do filósofo, representando, por vezes, a imagem de reações “contra a filosofia”.

De acordo com a organização, o intuito é mostrar como Platão convence sutilmente o leitor de que o filósofo é aquele que se propõe a “dizer a verdade”, independente das consequências que advenham do seu uso do discurso. 

Para se inscrever, acesse neste link.

Dia 11 de Setembro 

‘’Do “Povo Amorfo” ao Populismo: A Trajetória do Conceito de Populismo nas Ciências Sociais Brasileiras’’ será o tema ministrado pelo professor Fabio Gentile de Ciências Sociais da Universidade Federal do Ceará (UFC).

A apresentação pretende fornecer os primeiros resultados de uma pesquisa em andamento sobre os usos do conceito de populismo nas ciências sociais brasileiras. A hipótese central é que, embora não seja possível individuar uma verdadeira teoria do populismo brasileiro nas décadas de 1920 e de 1930, é necessário reconhecer que o conceito de “povo amorfo” elaborado pelos teóricos do Estado autoritário varguista abriu o caminho teórico e metodológico para o uso do conceito de populismo na análise dos processos de modernidade-modernização brasileira do século XX.

Para se inscrever, acesse neste link.

Dia 18 de Setembro

‘’Negacionismo e Antipolítica’’ será o tema ministrado pelo professor Argus Romero Abreu de Morais da Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ).

A discussão deve avaliar a organização argumentativa da retórica política negacionista a partir da situação vivenciada no país em relação à pandemia do Novo Coronavírus. Para tanto, em um primeiro momento, faremos um breve histórico das epidemias no país; em um segundo, discutir a relação entre o que será definido como negacionismo sanitário, negacionismo científico e antipolítica; por fim, em um terceiro, discutir algumas das estratégias argumentativas negacionistas atuais.

Para se inscrever, acesse este link.

Dia 25 de Setembro

Na última apresentação de setembro, o tema será ‘'Os desafios da divulgação científica em tempos de pandemia’’, ministrado pelo Técnico Químico de Petróleo, Thiago Lustosa Jucá da Petrobrás, e o professor, Francisco Rérisson Carvalho Correia Máximo do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE).

O ano de 2020 marca um momento desafiador para a população mundial que enfrenta o que pode ser considerada a maior crise sanitária deste século e também de uma geração: a pandemia da covid-19. É nesse cenário de pandemia que a ciência e as pesquisas científicas, principalmente aquelas endereçadas à área da saúde pública, foram alçadas ao centro do debate público. É nessa conjuntura complexa – de pandemia, mas também de crises políticas e econômicas – que fazer divulgação científica torna-se essencial ao mesmo tempo desafiador.

Para se inscrever, acesse este link.