Grupo de estudos realiza atividades on-line sobre ensino da Matemática

Webinários buscam socializar pesquisas, relatos de experiência de professores de Matemática de anos iniciais
Por Ascom Ufal
26/05/2020 16h51 - Atualizado em 27/05/2020 às 11h04
context/imageCaption

Nesse período de pandemia do novo coronavírus, o Grupo de Estudos e Pesquisas em Tecnologias Educativas e Práticas Pedagógicas em Educação Matemática (GPTPEM), vinculado ao Centro de Educação (Cedu) da Universidade Federal de Alagoas, vem desenvolvendo uma série de webinários sobre ensino da Matemática. A programação é bem diversificada, com temáticas sobre Educação Estatística, Tecnologias Digitais, Resolução de Problemas, Formação do professor que ensina Matemática, dentre outras temas.

De acordo com Carloney Alves de Oliveira, coordenador do GPTPEM, os seminários virtuais buscam socializar pesquisas, relatos de experiência e ampliar as discussões a partir dos princípios e pensamentos complexos, nas práticas pedagógicas dos professores que ensinam Matemática no contexto atual e pós pandemia.

o primeiro encontro on-line aconteceu dia 20 de maio, com o tema Estratégias adotadas por famílias no auxílio remoto em tarefas numéricas nos anos iniciais, com participação do profssor Klínger Teodoro Ciríaco, da Ufscar. Nesta quarta (27) acontece mais um webinário condizido pelo professor José Ivanildo de Cravalho, da federral de Pernambuco. Começa às 19h. Os interessados podem se inscrever no canal do GPTPEMUFAL no Youtube. Clique aqui para fazer sua inscrição e acompanhar toda programação.

“Buscamos provocar e difundir um amplo diálogo acerca da produção do conhecimento sobre formação do pedagogo, metodologias de ensino da Matemática na/para a educação infantil e anos iniciais do ensino fundamental, e políticas públicas que contribuam com a educação em suas diversas dimensões; fomentando a religação de práticas, saberes e seres”, disse Alves.

O coordenador enfatiza que a ideia é proporcionar momentos de encontro e reflexão a respeito da Matemática entre educadores da educação infantil e professores dos anos iniciais do ensino fundamental. “Também abrimos para participação de estudantes de graduação em Pedagogia presencial e a distância e demais instituições formadoras, estudantes da pós-graduação em Educação e em Educação Matemática, pesquisadores e outros profissionais ligados a esta temática”, completou.