Estudante da Ufal reúne professores e faz vídeo-aulas para o Enem

Projeto de Taynara Silva tem foco na juventude negra de baixa renda
Por: Lenilda Luna - jornalista - 21/05/2020 às 16h21
context/imageCaption

Taynara Silva

A estudante de Letras da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), Taynara Silva, que é professora do ensino médio e faz parte do Coletivo das Letras, resolveu reunir alguns professores para colaborar na fase preparatória ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), e contribuir com os estudantes de baixa renda, mesmo que, depois de uma forte pressão social, a data do exame tenha sido adiada, por conta do isolamento social devido a pandemia do covid 19.

Antes de tudo, Taynara faz questão de posicionar-se que fez parte do movimento que defendeu o adiamento do Enem, seguindo a solicitação assinada por quase 40 entidades nacionais ligadas ao ensino, entre elas a Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes) e o Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif) e a própria gestão da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), juntamente com os reitores de todas as Instituições Federais de Ensino.

Segundo a estudante da Ufal, o exame por si só já é bastante excludente. “Porque a qualidade ainda bastante deficiente de ensino da rede pública e o contexto de desigualdades sociais enfrentados pelos estudantes de baixa renda, que são os filhos dos trabalhadores, dos pretos e pretas que formam a maioria dos pobres deste país, já os colocam numa posição de desvantagem no Enem”, ressalta Taynara

Taynara enfatiza que a proposta do grupo Gente que se Educa vai muito além do pré-vestibular. “Paulo Freire já dizia que educar é um ato político. Nossa proposta é fazer política na educação, pela educação e através da educação, principalmente para o povo preto e pobre deste país que prega o mito da democracia sócio-racial. Isso não é romantização. É luta por igualdade social”, destaca a educadora.

A equipe do projeto é composta pelas estudantes da Ufal Carine Alves (Pedagogia), coordenadora pedagógica do projeto; Flávia Costa (Letras Português), Anderson Oliveira (Letras Português), Helen Brasil (Letras Português). A direção de artes é feita por Dayane Silva, também estudante de Letras Português.

Também participam estudantes egressos da Ufal: Augusto Romeiro, formado em História e graduando de Economia; Fabrício Cerqueira (Química), Leandro, graduado em História; John Marques, graduado e mestrando em Geografia; Camila Alves, graduada em Letras-Português; Yghor Vasconcelos, graduado em Engenharia de Agrimensura e Matemática; e Enilton Souza-graduado em Letras-inglês.

A equipe criou um perfil no Instagram para explicar e divulgar os objetivos da ação. Acesse aqui.