Plei seleciona novos estudantes para cursos de línguas estrangeiras

Inscrições podem ser realizadas até às 23h do dia 8 de agosto
Por: Izadora Garcia - relações públicas - 06/08/2019 às 10h34 - Atualizado em 06/08/2019 às 10h37

O Programa de Línguas Estrangeiras no Interior (Plei) da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) lançou uma chamada interna para novas matrículas no nível Básico 1 dos cursos de espanhol, francês e inglês. As aulas são voltadas para estudantes da Universidade. Interessados em participar da seleção poderão se inscrever até às 23h59 da próxima quinta-feira (8) pela internet, clicando aqui.

Alunos que participam de atividades extracurriculares como pesquisa científica, monitoria e projetos extensionistas têm mais chances de garantir vagas. Além disso, estudantes em situação de vulnerabilidade social também têm prioridade no processo seletivo.

As aulas ocorrerão entre os meses de agosto e dezembro nas cidades de Arapiraca, Delmiro Gouveia, Palmeira dos Índios, Penedo, Santana do Ipanema e Viçosa, conforme oferta específica por localidade. A chamada é uma realização da Assessoria de Intercâmbio Internacional (ASI), das pró-reitorias Estudantil (Proest), e de Extensão (Proex), da Faculdade de Letras (Fale) e dos cursos de Letras dos campi Arapiraca e do Sertão.

Neste ciclo, o Programa conta três novidades: abertura de turma na unidade de ensino de Viçosa; turmas de francês e inglês em Palmeira dos Índios e turma de francês em Santana do Ipanema. As atividade acontecem sempre aos sábados no período da manhã ou da tarde. É possível verificar as ofertas aqui.

A pró-reitora de Extensão, Joelma Albuquerque, destacou a importância dos cursos de língua voltados aos estudantes do interior. “O Plei propicia às cidades do interior de Alagoas aquilo que o mundo pode oferecer: línguas, culturas, visões e saberes vários”, ressaltou.

Sobre o Plei

O Programa de Línguas Estrangeiras no Interior foi lançado em março deste ano atendendo, inicialmente, as cidades de Arapiraca, Delmiro Gouveia, Penedo, Santana do Ipanema e Palmeira dos Índios. A primeira chamada contemplou 400 estudantes, com cursos de espanhol, francês e inglês.