MobiUfal promove encontro entre colaboradores e alunos atendidos

Evento discutiu desafios e ações realizadas pelo NAC
Por Blenda Machado - estagiária de Jornalismo
25/07/2019 08h00 - Atualizado em 26/07/2019 às 14h42
context/imageCaption

Encontro entre colaboradores e alunos do NAC

Enxergar como o outro vê o mundo vai além de estender a mão. É você se mobilizar e fazer uma ação. E é esse espírito que move o projeto MobiUfal. No dia 16 de julho aconteceu o 2º Encontro do Ciclo de 2019 entre colaboradores e alunos atendidos pelo Núcleo de Acessibilidade (NAC). O evento teve por objetivo promover um momento de partilha e sensibilização das questões que envolvem o projeto. 

A programação contou com uma roda de conversa e dinâmicas com os estudantes atendidos e voluntários que puderam compartilhar as experiências do MobiUfal. Eles discutiram questões do que poderia ser aperfeiçoado. 

O estudante de Psicologia, Rafael Ozana, um dos contemplados desde o início de 2018, conta sobre os desafios. ‘‘A dificuldade que nós encontramos é o número de voluntários que não está sendo suficiente para auxiliar na mobilidade dentro Universidade. E a solução encontrada é abrir um novo edital’’, disse. 

Rafael também revela a importância do atendimento: ‘‘O NAC para nós, deficientes, é importante, pois o Núcleo nos ajuda com adaptação de materiais didáticos da graduação e também com a mobilidade. Torna-se possível a nossa produção dentro da Universidade’’, ressalta. 

Os usuários do programa destacam a satisfação: ‘‘Sempre que preciso peço no MobiUfal a solicitação de acompanhamento para algum lugar: Biblioteca, RU, bloco João de Deus, Letras lLibras e ICS... São os lugares que mais frequento na Ufal. Com o MobiUfal facilitou muito a questão de acessibilidade na Universidade’’, conta Paulo César. 

Conheça o MobiUfal 

A estrutura da Ufal tem 2.1000.000 m² e mais de 30 mil pessoas circulam diariamente dentro da Universidade. Agora imagina os obstáculos e dificuldades de deslocamento enfrentados por estudantes que possuem algum tipo de deficiência, seja motora ou visual. A ideia do MobiUfal partiu dessa necessidade. Pensando em construir um suporte para auxiliar esses estudantes que precisam de apoio, foi criado pelo NAC, um grupo do Whatsapp, que facilita a comunicação no deslocamento entre estudantes e voluntários. 

Atualmente são mais de 400 deslocamentos realizados por essa ação. A iniciativa veio da coordenação do Núcleo e dos bolsistas. ‘‘Os colaboradores são importantes devido a necessidade deles para o funcionamento do projeto. E você aprende a enxergar o mundo com outros olhos’’, disse o voluntário Leonardo Costa. 

A coordenadora do NAC, Neiza Fumes, conta da importância desse movimento. ‘‘O MobiUfal é importante porque amplia a mobilidade do aluno com deficiência na Universidade.  Aproxima os alunos de outros universitários. E as pessoas começam a se aproximar de questões relativas aos direitos de pessoas com deficiência. Então, o MobiUfal tem essa intenção tanto de atingir o estudante com deficiência quanto aos demais’’, enfatizou. 

Para as pessoas que necessitam do apoio é só se dirigir à sala do NAC. Para mais informações acesse o instagram @nacufal. 

Aos interessados em participar como voluntários do MobiUfal deve preencher  o formulário online. O voluntário que participa do MobiUfal recebe certificado pela participação em cada oficina e período de deslocamento.