Estudantes de Serviço Social apresentam trabalhos na Reunião Anual da SBPC

Os dois trabalhos foram os únicos da área de Serviço Social aprovados no evento
Por: Lenilda Luna - jornalista - 26/07/2019 às 12h42 - Atualizado em 26/07/2019 às 16h26
context/imageCaption

As estudantes da FSSO apresentaram o trabalho na SBPC do Mato Grosso do Sul

Duas estudantes de Serviço Social apresentam trabalhos durante a 71ª Reunião Anual da SBPC, que está sendo realizada até este sábado (27), na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). Ana Rute Oliveira Duarte e Sthephane Dutra dos Santos foram selecionadas para a exposição de pôsteres. Elas são orientadas pela professora Reivan Souza, que também é diretora da Faculdade de Serviço Social (FSSO).

O trabalho de Ana Rute é uma sistematização da pesquisa do programa institucional de bolsas de iniciação científica (Pibic Ciclo 2017/2018) com o título Cooperativas e Terceirização: ‘Novas’ relações de exploração do trabalho. “A relevância da pesquisa está na apreensão do fenômeno da terceirização no contexto da reestruturação produtiva em resposta à crise estrutural do capital na década de 1970”, informa Ana Rute. 

Ela expõe na pesquisa sobre como as cooperativas foram se constituindo no período da Revolução Industrial, do capitalismo concorrencial na Europa ocidental, como alternativa ao desemprego e a pobreza, expandindo-se a partir do século 20. “No Brasil, elas começaram a expandir a partir da década de 1980, mas foi a partir da década de 1990, com a reestruturação produtiva e a referência do Neoliberalismo como reforma ideológica e política, que tais cooperativas se multiplicaram pelo país”, relata a estudante. 

O trabalho apresenta referências aos estudos de Paul Singer acerca da Economia Solidária, e segue a abordagem até as consequências da nova lei trabalhista,  nº 13.429/2017, aprovada no governo Temer, “que dispõe sobre os contratos temporários e a terceirização ampliada e irrestrita, tanto na atividade meio quanto na atividade fim”, ressalta. 

Foi a primeira vez que Ana Rute apresentou um trabalho na reunião da SBPC. No ano passado, na 70ª edição, sediada na Ufal, ela atuou como monitora. “Como participante, a experiência foi incrível, Senti-me honrada pela oportunidade de apresentar minha pesquisa, levando em consideração que, do Brasil todo, só dois trabalhos de Serviço Social foram aprovados, ambos da Ufal”, destaca a estudante. 

Já o trabalho de Sthephane Dutra dos Santos tem como título Expansão da informalidade e das cooperativas na atualidade - formas atuais de controle do capital sobre o trabalho. É também fruto da pesquisa de iniciação científica Pibic Ciclo 2017-2018. “Meu trabalho foi um entre os dois da Faculdade de Serviço Social contemplados com certificado de Excelência Acadêmica, por isso fui apoiada pela Propep para vir apresentá-lo na Jornada Nacional de Iniciação Científica (Jnic) da 71ª SBPC”, comemora a estudante. 

A diretora da Faculdade de Serviço Social, Reivan Souza, destaca a importância da participação de duas estudantes nesse grandioso evento científico. “Apresentar e publicar trabalhos no maior evento de pesquisa da América Latina revela a qualidade da pesquisa, da produção de conhecimento do serviço social alagoano na área das Ciências Sociais Aplicadas e Humanas, o que contribui para desvelar a crise estrutural, os impactos da reestruturação produtiva e as desigualdades sociais que afetam parcela considerável da classe trabalhadora, como também fortalece a formação profissional no curso de graduação,” destaca a diretora.