Estudantes participam de encontro em Portugal sobre atividade docente

Evento é uma parceria entre Ufal e Universidade de Lisboa
Por: Ascom Ufal - 06/06/2019 às 19h14 - Atualizado em 06/06/2019 às 19h14
context/imageCaption

Alunos da Ufal apresentando trabalho em Portugal sobre Educação

Entre os dias 3 e 5 de junho, um grupo estudantes e professores da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) participou do 4° Encontro Luso Brasileiro Trabalho Docente e Formação Profissional (TDFP), com o tema Profissão Docente, Investigação e Sociedade: Diálogos Múltiplos.

O evento, que acontece a cada dois anos, é uma parceria entre a Ufal e a Universidade de Lisboa e tem como objetivo o debater a respeito da formação e da prática docente no Brasil e em Portugal.

Na edição de 2019, estiveram presentes as professoras do Centro de Educação (Cedu) da Ufal Maria Auxiliadora Cavalcante, membro da organização do encontro e Neiza Fumes. Estudantes da pós-graduação da Universidades também participaram das atividades.

Para o mestrando em Educação, Eduardo Almeida, esta é uma oportunidade de ampliar os horizontes de sua pesquisa. "Ter essa experiência é algo bastante engrandecedor, pois posso comparar o que estou investigando no Brasil com a realidade portuguesa, uma grande contribuição para minha pesquisa", afirmou.

Para a professora e representante brasileira da organização do encontro, Maria Auxiliadora Cavalcante, o TDFP pode ser entendido também como uma via de acesso para o que se produz sobre o tema fora do Brasil. "Ao longo das quatro edições o objetivo principal foi promover o fortalecimento da investigação e da produção intelectual na área do trabalho docente e da formação de professores, bem como estimular o intercâmbio e a inserção internacional de educadores e educadoras", disse em seu discurso de abertura.

Em outro momento Auxiliadora explica a importância do evento para o planejamento de políticas de Educação, pautadas por experiências multiculturais. "O debate sobre as problemáticas centrais da profissão docente, sua relação com a formação de professores e políticas educativas será, com certeza, enriquecido através do encontro e do diálogo entre culturas educativas e científicas diversas, no sentido da busca do que é comum, do que nos distingue e complementa", concluiu.

O encontro

O TDFP acontece a cada dois anos e sua primeira edição foi em 2011, em Maceió, sob a organização e parceria da Universidade Federal de Alagoas e da Universidade do Porto, além da PUC-São Paulo, a Universidade Estácio de Sá do Rio de Janeiro, o Instituto Federal de Alagoas, a Universidade Estadual de Alagoas, a Universidade do Minho, a Universidade de Lisboa e a Rede Latino Americana de Estudos sobre Trabalho Docente.

Em 2019 o encontro reuniu pesquisadores em torno dos eixos:  Profissão docente, profissionalismos e identidades docentes; Trabalho docente, inclusão e equidade; Trabalho docente no ensino superior; Avaliação docente e desenvolvimento profissional, Trabalho docente, formação e tecnologia; Formação de professores, políticas e práticas; Trabalho e formação docentes: culturas profissionais e organizações escolares; Trabalho docente e inovação pedagógica; Trabalho docente, linguagens e alfabetização e Trabalho docente e currículo.