Feira Universitária é realizada pela primeira vez no campus da Ufal

O evento acontecia desde 2013 dentro de escolas em Maceió e Rio Largo
Por: Amanda Alves – estagiária de Relações Públicas - 26/11/2018 às 11h58 - Atualizado em 26/11/2018 às 12h02
context/imageCaption

Alunos das escolas conheceram um pouco mais sobre cada curso da Ufal

Os dias 22 e 23 de novembro foram de grande movimentação no prédio do Centro de Interesse Comunitário (CIC). O motivo? A Feira Universitária, realizada pela primeira vez na no campus sede da Ufal. O público-alvo foram os estudantes de ensino médio que pretendem ingressar na Universidade, e cerca de oito escolas, de Rio Largo e de Maceió, trouxeram alunos para participar do evento. 

Mais de 25 cursos da Universidade foram expostos aos alunos. Alguns universitários levaram experimentos práticos, maquetes, e outros materiais, como livros. Também foram apresentados os programas de iniciação científica, extensão, bolsas e auxílios que a Ufal oferec.

Segundo Mayara Porto, membro da comissão organizadora, a feira é uma iniciativa do projeto de extensão Habilitando recursos humanos para a escola inclusiva (Humanesci), ligado ao Instituto de Psicologia (IP), e existente desde 2013. "Muitos estudantes não têm a oportunidade de conhecer o ambiente universitário, e a feira era realizada todos esses anos dentro das escolas, e esse ano, foi a nossa primeira edição trazendo as escolas para a Universidade", disse Mayara.

O objetivo do evento foi promover um espaço de diálogo, entre os estudantes universitários e os colegiais, com uma troca de informações, visando auxiliar o aluno na escolha do curso que pretende fazer. Tudo isso num formato de feira de ciências. "Visamos esse formato para que através dos estudantes dos próprios cursos eles pudessem tirar as dúvidas sobre as notas de corte, principais matérias, e as áreas de atuação, com o objetivo de ajudar nesse período de transição do ensino médio para a Universidade", explicou Porto.

A estudante de Relações Públicas, Francielly Dias, relata um pouco de sua experiência atuando como voluntária do evento. "Sobre divulgar o curso, eu gostei, porque teve muita gente, principalmente no primeiro dia, que vieram sem conhecer, e após a explicação, passavam a gostar. Você explicar para pessoas que realmente querem fazer o mesmo é muito bom", externou.


Mais de 400 estudantes da Universidade se inscreveram como voluntários, e mais 30 foram selecionados para atuar como fiscais, auxiliando na organização nos dias do evento. Enquanto comissão organizadora, foram 30 alunos do curso de Psicologia, e que estão envolvidos no projeto de extensão.


Sobre a próxima edição, Mayara afirma que ainda não tem data marcada, mas a feira sempre é planejada depois do Enem, e antes do Sisu. Ela ressaltou que a comissão está feliz com a realização do evento, e com o feedback positivo.