Portal do Governo Brasileiro

Doutorando pode conquistar dois títulos pela Ufal e universidade espanhola

A tese possui relação direta com a nanomedicina, e os resultados obtidos podem abrir portas para novas técnicas de diagnóstico e controle de doenças
Por: Amanda Alves – estagiária de Relações Públicas - 31/10/2018 às 07h10 - Atualizado em 31/10/2018 às 09h07
context/imageCaption

Estudante com o prêmio da conferência UPCON 2016

Será realizada no Instituto de Física (IF/Ufal), em 17 de dezembro, a defesa da tese de doutorado de Erving Clayton Ximendes, em cotutela com a Universidad Autónoma de Madrid (UAM). Se aprovado, o doutorando obterá dois títulos ao mesmo tempo. A tese, intitulada de Nanopartículas multifuncionais para hipertermia, termometria e imagens de fluorescência nas janelas biológicas, contou com a orientação dos professores Carlos Jacinto (Ufal), e Daniel Jaque García (UAM).

Seu doutorado começou em 2014, logo após o IF conquistar o conceito 5 pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). Devido ao seu bom desempenho, e ao adiantamento de matérias obrigatórias da pós-graduação, ele teve a oportunidade de optar pelo doutorado direto, assim que concluiu o curso de graduação em Física.

O trabalho

A tese possui relação direta com a nanomedicina, que é a combinação da medicina e da nanotecnologia. Essa área de estudos consiste em utilizar nanopartículas, ou qualquer outro elemento cujas dimensões se encontrem na escala nanométrica para curar, diagnosticar ou prevenir doenças. É considerado um dos ramos mais promissores da medicina contemporânea, retendo boa parte dos esforços científicos na busca de novos tratamentos para doenças como o câncer e a AIDS.

O foco central da tese são as nanopartículas luminescentes com formato núcleo/casca (core/shell no inglês), lidando com o uso delas para sensoriamento térmico e aquecimento em meios biológicos.

A ideia de desenvolver um estudo sobre o tema, segundo o mesmo, surgiu devido a necessidade de se ampliar o espectro de aplicações de nanopartículas na medicina. ‘’Para isso, fazia-se necessário estudar e aplicar métodos de engenharia de nanomateriais com o objetivo de otimizar suas propriedades espectroscópicas. O método de engenharia de núcleo/casca, por sua vez, foi escolhido devido ao fato de que não somente ele poderia otimizar essas propriedades mas também porque ele dava a possibilidade de conferir duas ou mais funções a uma mesma nanopartícula’’, explicou.

A tese possui alguns aspectos diferenciais de outros estudos, que para o doutorando, se encontram na demonstração de conceitos inovadores na nanomedicina. "Ao monitorar a luminescência das diversas nanopartículas sintetizadas por nosso grupo ou por grupos colaboradores, conseguimos demonstrar a possibilidade de realizar um aquecimento auto-controlado, estimar os valores de parâmetros físicos de um tecido através da evolução de sua temperatura e gerar imagens térmicas subcutâneas bidimensionais", pontuou. Segundo Erving, até o desenvolvimento da tese, nenhuma dessas aplicações havia sido proposta, ou mesmo realizada anteriormente.

Estudos iguais aos de Erving abrem portas para novas técnicas de diagnóstico e controle de doenças, como o próprio câncer. "Ao tornar possível que um mesmo agente luminescente seja capaz de aquecer e de medir a temperatura, asseguramos não somente a eficácia da terapia fototérmica mas também a maior preservação de células saudáveis que se encontrem ao redor do local afetado pela doença. Essa garantia é de extrema importância uma vez que a terapia fototérmica tem sido frequentemente proposta como um método viável no tratamento de câncer", ressaltou.

Estudos na Espanha

Os estudos na Espanha aconteceram devido a indicação de seu professor, que tornou-se também orientador, Carlos Jacinto. "Como eu havia feito Iniciação Científica com o professor, ele já me tinha em mente como um possível candidato para fazer o Doutorado Sanduíche na UAM sob a tutela do professor Daniel Jaque", disse. Ao chegar na Espanha, em fevereiro de 2015, e pensando na construção de sua tese, o doutorando se dedicou para a realização de experimentos.

Seus estudos na UAM renderam bons resultados, a começar pela publicação de 10 artigos em revistas de alto impacto, um capítulo de livro, e um prêmio de melhor pôster na conferência The 1st Conference and Spring School on Properties, Design and Applications of Upconverting Nanomaterials, realizada na cidade de Wroclaw, na Polônia. Em dezembro de 2016, Erving retorna ao Brasil, onde finaliza a escrita de sua tese e de trabalhos desenvolvidos em Madrid.

E o êxito de seus estudos não param por aqui, seu ótimo desempenho o fez ser convidado a voltar para a UAM, para fazer um pós-doutorado, assim que finalizar a tese. Ou seja, a carreira profissional de Erving está só começando.