Ex-aluno da Ufal cria ferramenta gratuita que oferece plano de estudo individual para OAB

Sistema monta cronogramas de estudos individuais e disponibiliza a resolução de questões
24/07/2017 às 11h22
context/imageCaption

Vilaça Neto criou a primeira plataforma online gratuita para a prova da OAB

Larissa Vasconcelos - colaboradora

Diante do baixo desempenho dos brasileiros nos Exames de Ordem da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), um ex-aluno de direito da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), Vilaça Neto, criou a primeira plataforma online gratuita que oferece plano de estudo personalizado para a prova, a qual é requisito fundamental para que o bacharel em direito possa exercer a advocacia.

O projeto funciona como um coaching virtual. O sistema monta cronogramas de estudos individuais, de acordo com os pontos fracos e fortes do aluno nas disciplinas exigidas no certame, e disponibiliza a resolução de questões em vídeo e texto por professores especialistas.

De acordo com um estudo feito pela FGV Projetos, Alagoas ficou no 18º lugar no ranking de aprovação nacional, do II ao X Exame, onde apenas 42% dos alagoanos conseguiram ser aprovados. Já dados estatísticos mais recentes apontam um caso atípico: mais de 80% dos candidatos em todo o país foram reprovados na primeira fase do último exame, quando a média de aprovação é de 50%. Pensando nisso, o advogado Vilaça Neto, junto com o primo analista de sistemas Wilson Vilaça, criaram a ferramenta que ajudará no desempenho dos acadêmicos de direito.

Segundo o analista de sistemas Wilkson Vilaça, a EOAB tem um programa de resolução de questões que aumenta o nível de dificuldade conforme o aprendizado do estudante. “Calculamos a probabilidade dos assuntos de cada disciplina cair nas provas por meio da análise dos exames anteriores, gerando assim um calendário de estudo de acordo com os horários que o aluno tem disponível, de modo que o tempo dele seja utilizado de maneira inteligente e ele consiga estudar todo o conteúdo no prazo que estipular”, explicou.

A estudante de Direito do 9º período da Ufal, Ana Karolina Lima, é uma das que testou a ferramenta. Ela fará o Exame de Ordem da OAB em novembro deste ano, mas já começou a utilizar a plataforma para aprimorar o conhecimento. “O plano de estudos personalizado é um diferencial. Eles já calculam o tempo que tenho que estudar cada matéria por dia, de acordo com a minha necessidade. Isso facilita muito na organização dos conteúdos”, relatou.

Além de ter um estudo direcionado, os alunos podem visualizar as resoluções das questões em vídeo e texto, comentadas por professores especialistas em cada área. O ex-aluno da Ufal e advogado Vilaça Neto é um dos educadores. “Trabalhamos para levar o conteúdo de forma que o internauta entenda. Atualmente somos 15 professores gravando aproximadamente duas mil questões”, explicou.

Para o advogado da União Carlos Lisboa, seguir um plano de estudos deve ser uma prioridade para os acadêmicos. “É até possível conseguir a aprovação sem esse direcionamento, mas essa meta vai levar um tempo muito maior para ser cumprida. Durante a minha trajetória nas provas entre concursos nem sempre adotei um plano de estudo, mas depois que utilizei um cronograma, tive um resultado mais rápido. Essa ferramenta que o site disponibiliza facilita e muito o caminho da aprovação”, finalizou.

Estudar para OAB

Para montar o plano de estudos o aluno deve entrar na plataforma online. Ela tem uma navegabilidade muito simples. Basta que o usuário faça o cadastro, especificando a quantidade de dias disponíveis para estudar e o nível de conhecimento nas matérias para que a avaliação seja feita.